Calculadora em mãos: a matemática do América na luta contra o rebaixamento

A 20 rodadas do fim de mais uma edição da Série A do Campeonato Brasileiro, o América segue fazendo contas na luta contra o rebaixamento. Neste sentido, diante da pausa do Brasileirão para as Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, o Superesportes apresenta a matemática que pode garantir a realização do sonho americano: a permanência na elite do futebol nacional.

 

Transcorridas 18 rodadas da Série A, o América ocupa a 17ª posição, com 18 pontos – sendo o primeiro clube na zona de rebaixamento. Entre os mais próximos do Coelho, estão Fluminense (13°), Juventude (14°) e Cuiabá (15°) – todos com 21 pontos -, além do Bahia (16°), com os mesmos 18 do time mineiro.
Neste momento, no entanto, de acordo com o Departamento de Matemática da UFMG, o América tem menos chances de ser rebaixado à Série B do que o Bahia (39% a 47,8%). Grêmio (48,2%), Sport (58,2%) e Chapecoense (96,6%) completam a lista dos mais prováveis à queda.

Contas na prática

Há vários anos, especialistas apontam a marca de 45 pontos como o ‘número mágico’ para escapar do descenso à Série B. Ainda segundo os matemáticos da UFMG, na atual edição do Brasileirão, o clube que atingir esta pontuação terá apenas 1,8% de chances de rebaixamento.
Com este número em mente, o América, que já somou 18 pontos, mira, portanto, outros 27 para garantir a permanência na Série A. Ao trazer a conta para a prática, o Coelho precisaria de algo como nove vitórias nos 20 jogos finais – ou oito vitórias e três empates; sete vitórias e seis empates, por exemplo.
Em suma, independentemente da maneira, o time de Vagner Mancini precisa somar 27 dos 60 pontos restantes no Brasileirão – uma campanha com aproveitamento de exatos 45%. Neste momento, com quatro vitórias, seis empates e oito derrotas, o Coelho apresenta rendimento de apenas 33,3%.
Ainda assim, uma boa notícia advém das últimas edições do Campeonato Brasileiro. Em 2020, o Fortaleza escapou do descenso com 41 pontos. Em 2019, o Ceará, com 39. Em 2018, o Vasco, com 43. Em 2017, o Vitória, com os mesmos 43. Neste sentido, mesmo com uma ‘nota de corte’ mais baixa, é possível que o Coelho fuja da queda.

Bom astral e nova estrela

Antes da pausa do Campeonato Brasileiro, no entanto, o América teve astral renovado. No domingo (29), diante do Ceará, no Independência, o Coelho apresentou ótima atuação e venceu a equipe nordestina de maneira convincente, por 2 a 0.
Após a vitória, na segunda-feira (30), a diretoria americana anunciou a surpreendente contratação do atacante argentino Mauro Zárate, de 34 anos. O jogador, que já teve passagens pelo futebol europeu e pelo Boca Juniors, da Argentina, chega com status de ‘peça diferencial’ para o time americano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: