27 ANOS SEM AYRTON SENNA: RELEMBRE SETE FEITOS HISTÓRICOS DO PILOTO

Neste 1º de maio completam-se 27 anos da morte de Ayrton Senna. O piloto brasileiro, que encantou não somente o Brasil como a todo os países, morreu na data, em 1994, após colisão em uma barreira de concreto, enquanto participava do Grande Prêmio de San Marino, no Autódromo Enzo e Dino Ferrari, em Ímola, na Itália. Se estivesse vivo, Senna estaria com 61 anos, que seriam completados em 21 de março.

Ayrton ficou conhecido como o melhor piloto de todos os tempos, inclusive, o tema da vitória ficou conhecido como a música de Senna.

OFuxico relembra alguns feitos históricos do ídolo mundial de automobilismo.

Confira!

 

1. Campeonato mundial nunca mais

A última vez que o Brasil venceu o campeonato mundial de Formula 1 foi em 1991, com o próprio Ayrton Senna.

Após a morte dele, nenhum outro brasileiro repetiu o feito. Senna foi tricampeão mundial (1988, 1990 e 1991).

2. Recorde que nunca foi batido

O GP de Mônaco é um dos mais aguardados pelos fãs de automobilismo devido às suas dificuldades.

Mas Ayrton Senna tirou de letra. O piloto venceu seis vezes a corrida, em 1987, 1989, 1990, 1991, 1992 e 1993.

O feito fez com que o piloto ficasse conhecido como o Rei de Mônaco e até o momento nenhum outro piloto conseguiu superar essa marca.

3. Rei da Chuva

Ayrton Senna também era conhecido como o Rei da Chuva, isso porque ele tinha uma habilidade incomum em correr mesmo com a pista molhada.

O piloto deixava todos boquiabertos com seu talento.

4. Venceu uma corrida com apenas uma marcha

Em 1991, durante o GP do Brasil no Autódromo de Interlagos, Ayrton Senna realizou mais um feito histórico ao vencer a corrida usando apenas a sexta marcha.

5. Rivalidade histórica

Um dos maiores rivais de Ayrton Senna foi o francês Alain Prost. A rivalidade entre os dois deixava as corridas ainda mais eletrizantes.

Nunca mais houve uma rivalidade tão forte.

6. Ídolo fora das pistas

Além de ser um gigante dentro das pistas, Ayrton Senna também foi um grande ídolo fora delas.

Ele sempre gostou de fazer caridade e sonhava em poder investir em um projeto em prol da educação de crianças e jovens.

Seu sonho foi concretizado pelas mãos de sua irmã Viviane em novembro de 1994 com a criação do Instituto Ayrton Senna.

7. Não hesitou em salvar a vida de um rival

Durante o GP da Bélgica, em 1992, Eric Comas bateu contra o muro e seu carro estava prestes a explodir.

Ao perceber que o piloto francês estava desacordado, Ayrton Senna não pensou duas vezes ao descer do carro e desligar a ignição, salvando a vida do rival.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: