Santos prioriza técnicos brasileiros e monta lista de possibilidades para vaga de Ariel Holan

Santos tem trabalhado nos últimos dias para encontrar um substituto para Ariel Holan, que pediu demissão na última segunda-feira. Entre diversos nomes analisados, o Peixe definiu que a prioridade é buscar um técnico brasileiro.

Em crise financeira e pressionado por resultados, o Santos acredita que o melhor caminho seja não apostar novamente num treinador estrangeiro. O ge apurou que o Peixe vê opções caras fora do Brasil para o momento do clube, além do período necessário de adaptação como um ponto negativo.

Já durante o processo de contratação de Ariel Holan, José Berenguer, Rafael Leal e Walter Schalka, três dos nove membros do Comitê de Gestão do Santos, incluindo presidente e vice, votaram contra o nome do argentino – o principal motivo era financeiro.

Andres Rueda, presidente do Santos — Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC

Andres Rueda, presidente do Santos — Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC

Agora, o Santos já trabalha nos bastidores para definir uma prioridade para assumir o lugar de Ariel Holan. Por enquanto, não há um nome que seja tratado como o preferido para as negociações se intensificarem.

O Santos, depois que Ariel Holan foi demitido, ainda não avançou em negociações com nenhum treinador, apenas elencou algumas possibilidades. Fernando Diniz, por exemplo, chegou a ser cogitado, mas foi, pelo menos por enquanto, descartado.

Enquanto não contrata alguém, o Santos será comandado por Marcelo Fernandes. O auxiliar técnico já ficou à beira do campo na partida contra o Boca Juniors, nesta terça-feira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: