Tardelli desabafa após gol da vitória na Libertadores: “tive depressão, sofri calado”

Um dos heróis da grande vitória do Grêmio sobre o Libertad, na ida das oitavas de final da Libertadores 2019, Diego Tardelli viveu uma verdadeira redenção aos 26 minutos do segundo tempo: depois de Geromel ser expulso e deixar o time com um a menos, o camisa 9 aproveitou bola desviada por Kannemann em cobrança de escanteio para começar a construir os 2 a 0 na Arena, em Porto Alegre. Para quem muitos já colocavam fora do clube, um gol que valeu por muitos.

Muito questionado por seu empenho, o jogador de 34 anos não aproveitou as chances que recebeu do Renato Portaluppi e, nos bastidores, dizia-se que ele não teria mais ‘clima’ para permanecer no Tricolor. Depois de balançar as redes, porém, ele teve muito a dizer sobre toda essa situação.

“Eu passei por um período um pouco turbulento nos últimos quatro meses. Muita gente não sabe o que aconteceu, tive muitos problemas na vida particular, passei por uma depressão, não quis expor pra ninguém. Eu sofri calado e sabia que me momento ia chegar”, disse o jogador aos microfones do Facebook Watch.

“Muito se falou que, quando cheguei, o grupo rachou, que eu não me dava bem com o Luan, que não me dava bem com o Renato (Gaúcho), é tudo mentira. Passei por um momento muito difícil, mas o grupo esteve comigo, minha família também, então hoje eu pude ser coroado com o gol e uma grande vitória.”

Mesmo com um jogador a menos, o Grêmio não deixou de abdicar e acabou conseguindo a melhor vantagem entre os brasileiros nas oitavas até aqui. David Braz ampliou, em nova cobrança de falta, e deixa o time gaúcho podendo até perder por um gol no Paraguai para chegar às quartas de final.

“O jogo tava bastante difícil, estávamos com um a menos. Mas no momento do gol, acho que eu senti que a bola ia sobrar na minha frente, ela sempre acaba passando por ali, fui feliz e fiz o gol”, continuou.

“Foi um alívio, fizemos o segundo em outra bola parada que nos dá tranquilidade pro jogo de volta. Não tem nada ganho ainda, mas foi um jogo de superação, especialmente no segundo tempo.”

Com reservas, o Tricolor encara o CSA na segunda-feira (20h, de Brasília), encerrando a 12ª rodada do Brasileirão Série A, enquanto o time principal se prepara para visitar o mesmo Libertad em Assunção na próxima quinta, 1º de agosto, às 21h30.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: