Jornal do Equador ironiza Flamengo e diz que time foi “eletrocutado”

Nesta última quarta-feira (24 de julho) o Flamengo perdeu por 2 a 0 para o Emelec, no Estádio Jorge Capwell, em Guayaquil, e largou atrás nas oitavas de final da Conmebol Libertadores 2019. Com a vitória, quem comemorou foram os equatorianos, que exaltaram a atuação do Bombillo até mesmo através da imprensa local.

O jornal Extra Deportes publicou na sua manchete desta quinta (25) que o Emelec “eletrocutou” o Flamengo, fazendo clara menção à origem do clube equatoriano, fundado pelo ex-superintendente de uma empresa de energia do país, Jorge Capwell, que inclusive dá nome ao estádio da equipe.

Na publicação, o jornal ainda criticou o fato de o árbitro não ter marcado pênalti de Bruno Henrique em Caicedo, aos 44 minutos do segundo tempo, mesmo após conferir o lance no VAR. “O VAR não fez falta, que ontem à noite (quarta-feira), utilizado pelo árbitro argentino Fernando Repallini prejudicou o Emelec, ao não marcar um pênalti no segundo tempo”, escreveu.

O jornal foi ainda mais a fundo e ainda ironizou o Rubro-Negro e suas estrelas, afirmando que as mesmas não assustaram o Emelec em campo. “As grandes estrelas como Rafinha, Bruno Henrique ou Gabriel (Gabigol) não assustaram. O Emelec eletrocutou o poderoso Flamengo, após vencê-lo por 2 a 0”.

A partida de volta entre Flamengo e Emelec está marcada para a próxima quarta-feira, 31 de julho, no Maracanã. Para avançar, o Rubro-Negro precisa de pelo menos três gols de diferença se quiser avançar sem a necessidade dos pênaltis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: