Chapecoense sofre primeira condenação trabalhista por acidente aéreo

A Chapecoense foi condenada a pagar R$ 130 mil de indenização aos pais do atacante Tiaguinho, uma das vítimas fatais do acidente aéreo em novembro de 2016.

Pela primeira vez, o clube foi penalizado em ações trabalhistas. Em outros casos, foi possível chegar a um acordo com as famílias.

Segundo o GloboEsporte.com, a Quarta Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região do Rio de Janeiro manteve a decisão da condenação anterior: a Chape terá que pagar R$ 80 mil para o pai e R$ 50 mil para a mãe de Tiaguinho, que também receberá pensão mensal vitalícia.

O clube protocolou recurso sobre a decisão, que vai para o Superior Tribunal do Trabalho, mas ainda mantém contato com a família em busca de um possível acordo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: