Veja as notas dos jogadores do Brasil na classificação para a semi

O Brasil venceu o Paraguai, nos pênaltis, e garantiu sua participação em uma das semifinais da Copa América. Veja as notas dos jogadores brasileiros na partida na Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

  • Alisson: nota 9 – fez uma grande defesa no fim do primeiro tempo, mas foi mero espectador na etapa final. Porém, defendeu a primeira cobrança de pênalti e deu mais tranquilidade para os cobradores brasileiros;
  • Daniel Alves: nota 6 – bastante acionado, mostrou a mesma garra de sempre, mas não chegou a ser decisivo. Acabou substituído no segundo tempo;
  • Marquinhos: nota 7 – seguro e com boa saída de bola. Não foi tão exigido na segunda etapa, mas consegue se impor sempre que necessário;
  • Thiago Silva: nota 7 – exatamente como o colega de zaga;
  • Filipe Luís: nota 5 – sem se preocupar muito com o ataque paraguaio, apareceu mais no setor ofensivo do Brasil. Porém, foi ainda menos efetivo que Daniel Alves;
  • Alex Sandro: nota 5 – entrou no lugar de Filipe Luís e não conseguiu melhorar o desempenho no setor;
  • Allan: nota 5 – bem na marcação, mas não conseguiu colocar em prática o seu diferencial: a boa chegada à área adversária. Até por isso, acabou substituído.
  • Willian: nota 7 – melhorou bastante a produção ofensiva do Brasil. Não teve muito espaço para concluir a gol, mas, aos 45 minutos, quase decretou a vitória com uma bola na trave.
  • Arthur: nota 6 – mostrou a habitual qualidade nos passes. Apesar de ter chegado um pouco mais a frente que Allan, também não conseguiu transpor o paredão paraguaio.
  • Coutinho: nota 5 – cada vez fica mais difícil defender o meia do Barcelona. Disperso, lento, sem vontade… Até por conhecer seu potencial, as atuações de Coutinho são extremamente decepcionantes.
  • Lucas Paquetá: nota 5 – entrou já no fim, no lugar de Daniel Alves, para ser mais um homem de frente. Porém, o “ônibus” paraguaio estava muito bem posicionado, e o jogador do Milan não conseguiu contribuir muito.
  • Everton Cebolinha: nota 7 – principal arma brasileira no ataque, levou a melhor todas as vezes no 1 x 1. No fim, desperdiçou uma grande chance.
  • Roberto Firmino: nota 4 – foi totalmente anulado pelos zagueiros paraguaios durante os 90 minutos. Para piorar, desperdiçou sua cobrança na disputa de pênaltis e quase pôs tudo a perder.
  • Gabriel Jesus: nota 7 – não teve boa atuação no tempo regulamentar, perdendo muitas chances dentro da área. Porém, “passou de ano” pela coragem de pegar a última cobrança e garantir a classificação para a semifinal.
  • Tite: nota 5 – o treinador da Seleção fala bonito nas coletivas, mas tem incrível dificuldade em mudar o jogo com a bola rolando. Quando pega um sistema defensivo forte, como o Paraguai, acaba fazendo o básico. Colocar o Willian no lugar de Allan foi praticamente uma obrigação, já que o adversário apenas se defendia e buscava os pênaltis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: