Com classificação antecipada, Rueda quer substituir vaias por aplausos no Chile

Reinaldo Rueda, comandante da seleção do Chile, chegou à Copa América sob desconfiança. Mas está conseguindo fazer o cenário mudar em seu favor, com as duas vitórias da equipe na competição continental (4 a 0 contra Japão e 2 a 1 sobre o Equador).

Com 13 amistosos disputados até então, a equipe teve um aproveitamento de 48,7%, com cinco vitórias, quatro empates e quatro derrotas. O que fez com que mídia e torcida chilenas ficassem ressabiadas quanto ao trabalho do colombiano frente a La Roja.

Tanto que, mesmo após a goleada por 4 a 0 sobre o Japão, na estreia da Copa América no Morumbi, Reinaldo Rueda teve seu nome mais vaiado do que aplaudido em Salvador, antes da vitória sobre o Equador por 2 a 1, nesta sexta-feira (21).

E com os dois triunfos, a La Roja já está classificada à próxima fase da Copa América. Um empate com o Uruguai na última rodada deixará a equipe na primeira colocação do grupo C.

“A memória tática trazida pelo Chile foi recuperada”, disse em entrevista coletiva Reinaldo Rueda.

Os chilenos podem seguir desconfiados sobre o atual trabalho, mas se antes o tricampeonato da Copa América parecia distante, agora ele passa a ficar mais real, até mesmo por conta do momento das seleções adversárias. E Reinaldo Rueda tentará substituir, de vez, as vaias pelos aplausos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: