Os Estados Unidos derrotou a seleção da Tailândia por 13 a 0, no primeiro jogo das equipes na Copa do Mundo Feminina 2019. Mas apesar do placar que se tornou o maior na história do mundial – feminino e masculino, a atitude das americanas perante a goleira tailandesa chamou a atenção após o término da partida.

Dos 13 gols, Chor sofreu 10 na etapa final e entrou para a história da competição de forma negativa. Ainda assim, as norte-americanas que eternizaram a goleira nos recordes do futebol, fizeram questão de cumprimentar a arqueira após o término da partida.

Claramente abatida pela goleada sofrida, Chor foi consolada por Morgan, principal jogadora dos Estados Unidos e autora de cinco gols no jogo, além de outras atletas da seleção estadunidense.

Morgan também cedeu o “ombro amigo” a Miranda Nild, jogadora da Tailandia. A atacante de 22 anos que nasceu na Califórnia, cidade dos Estados Unidos, decidiu se naturalizar tailandesa mesmo morando no país americano e atuando na liga feminina de futebol do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: