Wagner extingue cargos no Cruzeiro, promete reduzir salários

O presidente do Cruzeiro, Wagner Pires de Sá emitiu um ofício (leia a íntegra no fim da matéria) anunciando a extinção de todos os cargos de vice-presidente que não forem amparados pela legislação estatutária vigente no clube. Assim, as funções exercidas por Itair Machado, vice-presidente executivo de futebol, e Fabiano de Oliveira Costa, vice-presidente executivo jurídico, serão eliminadas da organização administrativa.

Dessa maneira, Itair Machado e Fabiano de Oliveira Costa devem assumir cargos de direção. Eles e outros diretores, como o vice-presidente financeiro, Flávio Pena, e o diretor-geral, Sérgio Nonato, sofrerão alterações em seus respectivos salários.
Wagner e Itair Machado se pronunciaram em coletiva de imprensa na Toca da Raposa II na última segunda-feira. Na ocasião, o mandatário admitiu que o salário do vice condizia com suas funções no clube e que não estava entre os maiores vencimentos.
“Só neste ano, e ficamos felizes, porque mostra a capacidade dele (Itair), dois times fizeram propostas para que ele fosse trabalhar como diretor de futebol. Nós conseguimos mantê-lo. Ele está dentre os melhores profissionais da área de futebol e, mesmo assim, não está entre os maiores vencimentos”, disse Pires de Sá.
Se ganharmos títulos, ele trará recursos para a equipe do Cruzeiro”, completou.
Os vices eleitos, Hermínio Lemos e Ronaldo Granata, ambos não remunerados, apresentarão nesta semana um plano de cargos e salários aos diretores do clube. Outro que deve sofrer mudanças em sua remuneração é o diretor geral Sérgio Nonato.

<i>(Foto: Reprodução)</i>

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: