Flamengo joga bem e vence Fortaleza no Campeonato Brasileiro com dois de Gabigol

À espera do treinador português Jorge Jesus, anunciado oficialmente neste sábado (1), o Flamengo enfrentou o Fortaleza no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, pelo Campeonato Brasileiro.

Com boa atuação e Diego e Arrascaeta juntos desde o início, o Rubro-Negro venceu por 2 a 0 e alcançou o líder Palmeiras, que ainda espera decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) sobre a partida contra o Botafogo.

 

Tentando assustar, os cearenses chegaram com perigo na marca dos 38 minutos. Romarinho se livrou de 3 defensores e rolou para Gabriel Dias chegar chutando, mas a bola saiu alta demais, por cima do gol. Na resposta do Rubro-Negro, o gol saiu. Diego achou Éverton Ribeiro, que deu belo passe de letra para Arrascaeta dentro da área. Cara a cara com o goleiro, o uruguaio só rolou para Gabigol empurrar e abrir o placar no Nilton Santos.

Sem se contentar com a vitória parcial, o Flamengo começou o segundo tempo partindo para cima. Ainda no primeiro minuto, Trauco aproveitou rebote da zaga e chutou forte por cima do gol. Logo depois, Cuéllar recebeu de Éverton Ribeiro na cara do gol e bateu, mas foi abafado por Boeck. Dois minutos depois, Arão cruzou e Léo Duarte cabeceou para fora.

Aos 9 da etapa final veio a primeira grande chance do time comandado por Rogério Ceni. Romarinho recebeu em velocidade pela direita, fez boa jogada e cruzou para Marcinho no meio da área. De peixinho, o atacante obrigou Diego Alves a fazer defesaça e mandar a bola para escanteio. Três minutos depois, mais uma bela triangulação entre Diego, Éverton Ribeiro e Arrascaeta deixou Gabigol livre na marca do pênalti para chutar, mas a bola foi desviada pela defesa.

O Fortaleza começou o primeiro tempo tentando surpreender o Flamengo e, logo aos três minutos, André Luis chutou de longe para a defesa de Diego Alves. Aos sete, o Rubro-Negro respondeu com Willian Arão, que recebeu de Éverton Ribeiro na área e chutou por cima do gol.

O Flamengo teve a posse de bola na maioria do tempo, mas não conseguia criar muitas jogadas, principalmente por conta do bloqueio que o Fortaleza fazia a partir do meio de campo. Aos 14 minutos, a primeira chance real do jogo: Éverton Ribeiro tocou para Willian Arão pela direita, que cruzou rasteiro. O goleiro Marcelo Boeck e o zagueiro Quintero se atrapalharam e a bola sobrou para Arrascaeta, que finalizou de voleio, mas viu Gabriel Dias salvar em cima da linha. No escanteio, Boeck saiu mal e Rodrigo Caio cabeceou por cima do gol.

A partir daí, o Fortaleza tentou atacar mais e, com mais espaço, o Flamengo foi quem cresceu na partida. Aos 18, Marcinho recebeu no meio de campo e chutou da entrada da área, mas Diego Alves pegou firme. Três minutos depois, Gabigol recebeu de Arrascaeta pela esquerda e chutou cruzado, mas o goleiro defendeu.

Já aos 27, Arrascaeta voltou a achar o camisa 9 pela esquerda em contra-ataque, a defesa dos visitantes falhou e o atacante achou Diego livre na marca do pênalti, mas ele chutou fraco e facilitou a defesa de Boeck. Quatro minutos depois, no entanto, o meia quase se redimiu: acertou a trave esquerda em cobrança de falta colocada. No rebote, Rodrigo Caio cabeceou forte e o goleiro fez linda defesa.

 

Perdendo a partida, Rogério Ceni tentou mudar o time para correr atrás do empate. Trocou André Luis por Osvaldo e o volante Paulo Roberto pelo meia Dodô. A boa atuação do quarteto de ataque do Flamengo, no entanto, dificultava o jogo para os visitantes.

Na marca dos 22, Arrascaeta deu belíssimo passe para Gabigol fazer o segundo dele e dos donos da casa no jogo. O assistente chegou a levantar a bandeira marcando impedimento na jogada, mas o árbitro Rodrigo D’Alonso Ferreira consultou o VAR e validou o gol corretamente.

Depois do segundo gol, o Flamengo administrou a vantagem e o Fortaleza não teve mais forças para incomodar no ataque.

Com a vitória, os cariocas chegam à segunda posição do Brasileirão, com 13 pontos ganhos e atrás do Palmeiras apenas pelo número de gols de saldo. Já o Fortaleza estaciona na 14ª colocação, com 7 pontos.

FICHA TÉCNICA:
FLAMENGO 2 X 0 FORTALEZA

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 1 de junho de 2019 (Sábado)
Horário: 16h(de Brasília) Árbitro: Rodrigo D’alonso Ferreira (SC)
Assistentes: Alex dos Santos (SC) e Henrique Neu Ribeiro (SC)
Renda: R$ 458.146,00
Público: 37.658 (35.725 pagantes)
Cartões amarelos: Léo Duarte (Fla)
Gols: FLAMENGO: Gabriel, aos 40 min do 1º tempo, e aos 25 min do 2º tempo

FLAMENGO: Diego Alves, Pará, Rodrigo Caio, Léo Duarte e Miguel Trauco; Gustavo Cuéllar (Piris da Motta), William Arão, Diego (Berrio) e De Arrascaeta; Everton Ribeiro (Vitinho) e GabrielTécnico: Marcelo Salles

FORTALEZA: Marcelo Boeck, Gabriel Dias, Juan Quintero, Roger e Bruno Melo; Paulo Roberto (Dodô), Juninho, Romarinho e Marcinho (Marlon); André Luís (Osvaldo) e Kieza Técnico: Rogério Ceni

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: