Diretor do Dortmund admite que criação de ‘nova Champions’ é inevitável: “Fariam a liga sem nós

No inicio deste mês, a UEFA apresentou um projeto para um novo fomato da Champions League a partir de 2024. A proposta gerou muita polêmica, já que o plano, em um primeiro momento, se mostra favorável aos clubes de maior expressão.

Hans-Joachim Watzke, diretor-administrativo do Borussia Dortmund, afirmou nesta terça-feira que a criação de uma liga que reúna as principais potências, sem critérios necessariamente técnicos, do futebol europeu é algo inevitável.

“A reforma da Liga dos Campeões ou a Superliga é algo que acontecerá de uma maneira ou de outra. O que temos que fazer é, diante disso, que considerem a maior parte possível dos nossos interesses e da sensibilidade alemã”, afirmou o dirigente.

Os clubes alemães vêm se opondo a possíveis alterações na ‘Champions’, que incluem aumento de datas para os 32 participantes e até o rebaixamento para uma segunda divisão do torneio, e a ideia de um campeonato europeu, de longa duração.

“A Alemanha não é o umbigo de mundo. Ninguém deve achar que irão aceitar 90% das nossas ideias. No fim, nos diriam que fariam a liga sem nós” afirmou Watzke.

Para o diretor-administrativo do Borussia Dortmund, esse hipotético cenário, de um liga europeia sem os clubes do país, representaria um grande risco para o futebol alemão.

“Se você não participa do circuito, não poderá se desenvolver”, disse.

Por fim, Watzke ainda lamentou as propostas de critérios de acesso aos torneios que não levam em conta apenas o desempenho esportivo dos times.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: