Na última partida de Herrera, lanterna Rosario vence o Libertad

Pela sexta e última rodada do Grupo H da Libertadores, o já líder Libertad visitou o já lanterna Rosario Central no Estádio Gigante Arroyito, nesta quarta-feira, e perdeu pelo placar de 2 a 1. Os gols da partida foram marcados por Joaquin Pereyra e Claudio Riaño, para os donos da casa, além de Oscar Cardozo, em favor dos visitantes.

Os times duelaram pela chave do Grêmio, que venceu a Universidad Católica e garantiu vaga na próxima fase do torneio. Agora, paraguaios (pote 1) e brasileiros (pote 2) aguardarão sorteio para conhecerem seus adversários nas oitavas de final da competição internacional.

O Libertad encerra a fase de grupos com 12 pontos e campanha de quatro vitórias e duas derrotas, enquanto o Rosario Central teve uma vitória, dois empates e três derrotas, somando cinco pontos ao total.

Apesar da última colocação no grupo, o clima no Gigante de Arroyito era de festa. Isso porque o ícone local, Germán Herrera, fez sua última partida com a camisa do Rosario Central – o atleta recebeu uma homenagem no minuto 17, que simboliza o uniforme utilizado em sua passagem pela equipe.

É esse Herrera mesmo que você está pensando: com passagens por Grêmio, Corinthians, Botafogo e Vasco, o atacante argentino já havia anunciado sua aposentadoria e, após a partida desta quarta-feira, pendurou as chuteiras. Herrera é formado nas categorias de base dos donos da casa.

Aos 20 do primeiro tempo, os mandantes abriram o placar com Joaquin Pereyra e colocaram-se em vantagem no confronto.

No entanto, o Libertad teve um pênalti em seu favor assinalado logo aos dois minutos da etapa final, após queda de Martínez na área. Na batida, Oscar Cardozo não desperdiçou a cobrança e conferiu às redes: 1 a 1. Entretanto, já próximo do fim da partida, o Rosario coroou a noite de festa e conseguiu o gol da vitória com Claudio Riaño, aos 25 minutos do segundo tempo. Saída em grande estilo para Herrera.

Huracán passa fácil pelo Deportivo Lara

Em outro duelo das 19h15 (horário de Brasília), só que pelo Grupo B da Libertadores – mesmo que o do Cruzeiro -, os já eliminados Huracán e Deportivo Lara duelaram no El Palacio e o resultado terminou melhor para os argentinos: 3 a 0 e primeira vitória na tabela conquistada.

Os gols do triunfo do Huracán foram anotados por Gamba e Chávez (duas vezes). Com o resultado, a equipe terminou com quatro pontos conquistados na disputa, enquanto o Deportivo Lara, que já estava garantido na Copa Sul-Americana, fechou sua participação no torneio com cinco pontos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: