Leonardo se revolta com racismo em Milan x Lazio: “Partida tinha de ser suspensa”

Após a eliminação da Coppa Italia com a derrota de 1 a 0 contra a Lazio na última quarta-feira (24), o diretor de futebol do Milan, Leonardo, condenou as atitudes da torcida visitante no Estádio Giuseppe Meazza.

“A Lazio venceu em campo e mereceu estar na final. Acontece que a partida tinha que ser suspensa. O árbitro tinha que fazer isso. Nós fizemos e divulgamos um comunicado cobrando providências. As regras para intervir e combater o racismo no estádio existem. Basta colocá-las em prática. Na próxima vez teremos mais atitude. Melhor o coração ferido que um jogo suspenso? É a sensação que temos”, revelou durante entrevista ao jornal La Gazzetta dello Sport.

O diretor comentou lembrando da saudação dos torcedores laziales ao líder fascista Benito Mussolini em uma praça nos arredores do estádio. Além disso, mesmo com os pedidos do sistema de comunicação para que parassem os cânticos, os visitantes entoaram palavras com viés racista contra o meia Tiémoué Bakayoko.

Torcida da Lazio gritava “essa banana é para você, Bakayoko” antes, durante e após o jogo contra o Milan

Ainda sobre o assunto, Leonardo confirma ter alertado as autoridades sobre a possibilidade de incidentes do tipo e que foi ignorado.

“Falamos com todos sobre o problema. Federcalcio, a liga, órgãos públicos… Todos se silenciaram. Como se não bastasse, houve o incidente na Piazzale Loreto. Não foi uma surpresa. Não seremos os que tomarão atitudes em relação ao jogo pelo fato de isso parecer buscar um álibi para o resultado”, completou.

O incidente foi repreendido por Milan e Lazio. Enquanto os rossoneros condenaram todas as formas de discriminação e cobraram atitudes dos órgãos competentes, o time de Roma se isentou de culpa e considerou o fato como “algo isolado de alguns torcedores”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: