São Paulo tem mais a comemorar do que lamentar do Paulistão mesmo com vice

O torcedor do São Paulo não sabia o que era disputar uma final desde 2012, na conquista da Copa Sul-Americana, mas o grito de campeão não saiu no último domingo. O Corinthians venceu por 2 a 1 na Arena Corinthians e garantiu seu tricampeonato do Paulistão. A tristeza pela derrota é justa, mas há o que ser comemorado pelos lados do Morumbi.

Os primeiros meses da temporada são-paulina viram uma crise que parecia não ter fim. A equipe tricolor foi eliminada pelo modesto Talleres na Copa Libertadores, demitiu André Jardine do cargo de técnico e já precisou reorganizar seu elenco com a saída de Diego Souza. A vaga para o mata-mata do Paulistão quase não saiu, mas foi no caminho até o final em que as melhores notícias saíram.

Ainda esperando por Cuca, que se recuperava de procedimento cirúrgico, Vagner Mancini apostou nos garotos e fez mudanças fundamentais para que o São Paulo tivesse as melhores atuações de 2019 contra Ituano e Palmeiras (quartas de final e semi, respectivamente). O meio de campo formado por Luan, Liziero e Igor Gomes derrubou o badalado elenco palmeirense, enquanto Antony virou esperança de boas jogadas ofensivas.

O time que foi superado pelo Corinthians passou por mudanças que fizeram a diferença. Se o ataque tricolor no Paulistão teve dificuldades de render, a perda de Pablo por um cisto na região lombar da coluna contribuiu para que Cássio nem precisasse trabalhar em Itaquera. Sem Liziero, mais uma vez lesionado, o meio-campo perdeu vitalidade, já que Jucilei vive momento ruim e Hernanes não está na sua melhor forma.

Os substitutos ideais não estavam inscritos no Paulista, mas serão peças importantes no Campeonato Brasileiro, que começa no próximo fim de semana. Alexandre Pato e Tchê Tchê se encaminham para encorpar uma base já estabelecida, coisa que o Sao Paulo não tinha. Ainda há Victor Andrade, que será opção criativa.

Ainda há problemas para resolver na equipe tricolor, em especial na lateral direita, em que Hudson foi improvisado já que Bruno Peres e Igor Vinícius não corresponderam, mas Cuca tem um bom caminho para que o torcedor tenha a chance de comemorar um título, seja no Brasileirão ou na Copa do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: