Buffon chora e confirma fim de trajetória pela seleção da Itália

Incapaz de vencer a Suécia no Estádio San Siro, a Itália acabou fora da edição de 2018 da Copa do Mundo. Aos 39 anos de idade, o goleiro Gianluigi Buffon chorou após o jogo desta segunda-feira e confirmou o final de sua longa trajetória com a camisa da equipe nacional.

É uma pena não para mim, mas para o futebol italiano. Falhamos em alguma coisa. O tempo passa e é tirano. É justo que seja assim. Lamento que minha última partida coincida com a eliminação da Copa do Mundo”, declarou o experiente goleiro da Juventus.
Superada pela Espanha no Grupo G das Eliminatórias Europeias, a Itália se viu diante da Suécia na repescagem. A equipe nórdica iniciou a disputa com um triunfo pelo placar mínimo dentro de casa e conseguiu se defender em pleno San Siro para segurar o empate sem gols.
“Sabíamos que era uma partida difícil, mas não fizemos o nosso melhor. Perdemos a lucidez para marcar o gol”, disse Buffon, citando Donnarumma e Perin como possíveis sucessores na seleção. “Eles não vão fazer com que eu me arrependa”, declarou.
Gianluigi Buffon iniciou a trajetória como goleiro da seleção principal italiana em 1997 e viveu o auge de sua passagem ao ganhar como titular o Mundial 2006, disputada na Alemanha. Após a partida contra a Suécia, o perfil oficial da Copa 2018 no Twitter publicou: “Adeus para uma lenda italiana”.
“Queríamos tentar não decepcionar os jovens que sonhavam com a seleção. Infelizmente, depois da derrota contra a Espanha no Bernabéu não conseguimos mais nos recuperar”, reconheceu. “Um abraço a todos aqueles que me apoiaram”, despediu-se.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: