Figueira joga bem diante do CRB e se mantém fora da degola

O Figueirense segue fora da zona do rebaixamento do Campeonato Brasileiro Série B. Nesta sexta-feira, o time catarinense recebeu o CRB no estádio Orlando Scarpelli, pela 32ª rodada da competição, e venceu por 3 a 1. Os gols alvinegros foram marcados por João Paulo, Jorge Henrique e Naylhor, enquanto Adalberto descontou para os visitantes.

Com o triunfo, o primeiro depois de dois jogos, o Furacão do Estreito chegou a 39 pontos abrindo quatro de vantagem para o 17º colocado Luverdense, que tem um jogo a menos e entra em campo neste sábado para encarar o Santa Cruz. Já o Galo de Praia perdeu a oportunidade de se distanciar da degola e se manteve com a mesma pontuação agora alcançada pelo Figueira e sem vencer, em uma seca que chega a quatro duelos seguidos.

Pela próxima rodada os alvinegros buscam se distanciar ainda mais do Z4, voltando a atuar como mandante diante do Brasil de Pelotas, no dia 4 de outubro. No dia anterior, os alagoanos têm uma parada visitando o líder Internacional, em Porto Alegre.

Domínio e gol tardio do Figueira

A partida em Florianópolis começou com um leve domínio do Figueirense. Apesar do fraco nível técnico apresentado por ambas as equipes nos momentos iniciais, saíram dos pés dos donos da casa as principais chances e o único gol marcado na primeira etapa.

Logo aos oito minutos do primeiro tempo, o time catarinense quase abriu o placar contando com falha de Edson Kolln. Após cruzamento em cobrança da falta pelo lado direito, o goleiro tentou segurar, mas quase mandou para o meio da área. Ao final da jogada, contudo, ele conseguiu agarrar e completar a defesa em dois tempos.

Os mandantes ainda tiveram duas grandes chances de marcar antes de abrir o marcador. Aos 30 minutos, Renan Mota emendou chute com a canhota, de longa distância, e acertou o canto, colocando Kolln para trabalhar mais uma vez. No minuto seguinte, Leandro Almeida perdeu uma chance impressionante. O zagueiro recebeu livre na pequena área, após rebote do arqueiro alvirrubro, mas mandou para fora, por cima do travessão.

Depois de tirar seu torcedor da cadeira em diversas oportunidades, o Figueira conseguiu, enfim, balançar as redes. Já nos acréscimos da primeira etapa, mais exatamente aos 46 minutos, João Paulo converteu penalidade marcada após o centroavante André Luís ser derrubado dentro da área, para abrir o placar em Floripa.

Começo intenso dos mandantes e vitória garantida

No embalo do gol anotado logo antes do intervalo, o Figueirense entrou com tudo no segundo tempo e, de cara, abriu o placar. Aos três minutos, o atacante veterano Jorge Henrique aproveitou falha de Edson Kolln, que deixou escapar um cruzamento simples, para apenas escorar de cabeça e ampliar a vantagem.

Depois de abrir 2 a 0 no marcador, o Alvinegro seguiu com a posse de bola, mas já não se lançava tanto ao ataque. No entanto, em uma lambança generalizada da defesa visitante, conseguiu fazer mais um. Aos 25 minutos, em nova cobrança de bola parada, depois de ver a linha de marcação desistir da bola, Naylhor lutou até o final e contou com saída errada de Edson Kolln para testar para dentro.

Aos 28 minutos, foi a vez de a defesa mandante vacilar, e de o CRB conseguir fazer seu primeiro gol na noite. Após cobrança de escanteio, os marcadores acabaram mandando para o meio da área, falharam ao tentar afastar mais uma vez e viram o zagueiro Adalberto colocar no canto esquerdo do goleiro Saulo.

Apesar de descontar, o Galo ficou longe de esboçar uma reação e pouco pôde fazer para evitar a derrota.

FICHA TÉCNICA
FIGUEIRENSE 3 X 1 CRB

Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Data: 27 de outubro de 2017, terça-feira
Horário: 19h15 (horário de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Alberto Poletto Masseira (SP) e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (SP)

Cartões amarelos: João Paulo, Edson Ratinho e Olívio (CRB)
Gols:
FIGUEIRENSE: João Paulo, aos 46 minutos do primeiro tempo, Jorge Henrique, aos três, e Naylhor, aos 25 minutos do segundo tempo
CRB: Adalberto, aos 28 minutos do segundo tempo

FIGUEIRENSE: Saulo; Dudu (Abuda), Naylhor, Leandro Almeida e João Lucas; Zé Antônio, Dudu Vieira, João Paulo, Renan Mota (Marco Antônio) e Jorge Henrique; André Luís (Henan)
Técnico: Milton Cruz

CRB: Edson Kolln; Edson Ratinho, Flávio Boaventura, Adalberto e Pedro Botelho; Olívio, Rodrigo Souza, Danilo Pires, Tony (Tinga) e João Paulo (Chico); Neto Baiano (Zé Carlos)
Técnico: Mazola Júnior

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: