Com contrato até o fim de 2019, Mano poderá chegar à segunda posição entre os técnicos que mais dirigiram o Cruzeiro

O técnico Mano Menezes está disposto a conduzir um trabalho de longo prazo no Cruzeiro. Nessa sexta-feira, ele acertou a renovação de contrato com o clube por mais duas temporadas. O vínculo será encerrado em dezembro de 2019.
Com 110 partidas, Mano ocupa a 16ª posição entre os treinadores que mais dirigiram a Raposa na história. Como restam nove jogos para o fim do Brasileiro – o próximo será contra o Atlético, às 17h deste domingo, no Mineirão -, o gaúcho natural de Passo do Sobrado ultrapassará o 15º colocado Yustrich (117 jogos).
Em 2018, o Cruzeiro disputará Campeonato Mineiro, Copa do Brasil, Copa Libertadores e Campeonato Brasileiro. Se ganhar o torneio continental, vai para o Mundial de Clubes no fim do ano. Ainda há a Primeira Liga, que possivelmente ocorrerá durante a Copa do Mundo e ainda terá o formato definido. Assim, numa projeção otimista, o time poderia superar 80 partidas no ano que vem.

Claro que atingir as decisões de todas as competições é algo muito complicado para qualquer equipe. Mas o Cruzeiro nos últimos cinco anos tem feito pelo menos 60 partidas por temporada. Em 2017, até o momento, são 66: 34 vitórias, 20 empates e 12 derrotas. Contando os nove jogos que restam na Série A, a equipe chegará a 75 apresentações.
Nesse contexto, Mano Menezes saltaria de 119 para 194 jogos ao término de 2018. Já seria o quinto colocado. Em 2019, pularia para 269 e teria 12 partidas a mais que o atual segundo lugar Levir Culpi. Acima estaria apenas Ilton Chaves, que dificilmente será superado: 362.
Há de se ressaltar que conduzir trabalhos longevos não é novidade para Mano Menezes. Em duas passagens pelo Corinthians (2008 a 2010 e 2014), o técnico contabilizou 248 jogos. Já pelo Grêmio, em dois anos e meio de trabalho (abril de 2005 a dezembro de 2007), foram 169.
Ao comentar a renovação contratual com o Cruzeiro, o técnico pentacampeão da Copa do Brasil enalteceu a identificação com o clube. “Existe uma empatia natural entre eu e o Cruzeiro. Sinto isso aqui, o que não acontece em todos os lugares. Não tem explicação, você se identifica mais com as pessoas e com o ambiente. Sempre tentei retribuir esse carinho e é isso que vamos fazer nos próximos dois anos, e espero que seja com títulos”.

Técnicos que mais dirigiram o Cruzeiro na história
1- Ilton Chaves: 362 (1969; 1970; 1970-1971; 1971-1972; 1972-1975; 1979-1980; 1983-1984)
2- Levir Culpi: 257 (1996; 1998-1999; 2005)
3- Niginho: 256 (1948-1949; 1953-1955; 1955; 1959-1961; 1962-1963)
4- Ayrton Moreira: 206 (1957; 1964-1967)
5- Ênio Andrade: 187 (1989; 1990; 1991-1992; 1994; 1995)
6- Matturio Fabbi: 181 (1928-1931; 1932-1935; 1938)
7- Orlando Fantoni: 172 (1967-1968; 1971-1972; 1983)
8- Adilson Batista: 170 (2008-2010)
9- Marcelo Oliveira: 169 (2013-2015)
10- Bengala: 136 (1938-1939; 1939-1943; 1944; 1946-1947; 1955)
11- Carlos Alberto Silva: 135 (1986-1987; 1988; 1988-1989; 1993; 1995)
12- Gérson Santos: 143 (1958-1959; 1962; 1969-1970)
13- Zezé Moreira: 132 (1975-1977)
14- Vanderlei Luxemburgo: 126 (2002-2004; 2015)
15- Yustrich: 117 (1972; 1977; 1982)
16- Mano Menezes: 110 (2015; 2016-2017)
17- João Francisco: 100 (1972; 1977; 1982)
Números de Mano Menezes pelo Cruzeiro
2015: 16 jogos (8 vitórias, 6 empates e 2 derrotas) – 27 gols marcados e 13 gols sofridos
2016: 28 jogos (13 vitórias, 7 empates e 8 derrotas) – 40 gols marcados e 30 gols sofridos
2017: 66 jogos (34 vitórias, 20 empates e 12 derrotas) – 100 gols marcados e 52 gols sofridos
Total: 110 jogos (55 vitórias, 33 empates e 22 derrotas) – 167 gols marcados e 95 gols sofridos

Campanhas de Mano pelo clube
Campeonato Brasileiro de 2015: 8º lugar, com 55 pontos

Copa do Brasil de 2016: semifinalista
Campeonato Brasileiro de 2016: 12º lugar, com 51 pontos
Campeonato Mineiro de 2017: vice-campeão
Copa Sul-Americana de 2017: eliminado na primeira fase
Primeira Liga de 2017: semifinalista
Copa do Brasil de 2017: campeão
Campeonato Brasileiro de 2017: 5º lugar, com 47 pontos (em andamento)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: