Despejado do Elias Arbex, Tricordiano altera sede para São Gonçalo do Rio Abaixo

Tricordiano terá nova casa durante a disputa do Módulo II do Campeonato Mineiro de 2018. O clube transferiu sua sede de Três Corações para São Gonçalo do Rio Abaixo, cidade localizada a 84km de Belo Horizonte. Os detalhes foram acertados durante reunião realizada na tarde desta segunda-feira.

A decisão de mudar a sede não foi exatamente do clube. Em agosto deste ano, a prefeitura de Três Corações entrou com o pedido de reintegração de posse do estádio Elias Arbex, local onde o Tricordiano mandava seus jogos. Em entrevista ao SuperesportesGustavo Vinagre, presidente do Galo, explicou a alteração.

“Estávamos adaptando o Elias Arbeix para 2018, já que esse ano não foi aprovado para receber jogos do Mineiro. Porém, fomos despejados das nossas instalações e, por essa soma de fatores, decidimos procurar outra cidade”, explicou.

Ainda de acordo com o mandatário, o clube contará com incentivos financeiros da prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo e de empresários da cidade.

“Inicialmente, nós assinamos um acordo de um ano com a prefeitura (de São Gonçalo do Rio Abaixo). Teremos à nossa disposição o Estádio Municipal de São Gonçalo do Rio Abaixo, que tem capacidade para receber oito mil pessoas. Um estádio novo, que vamos inaugurar em dezembro, quando formos apresentar nosso elenco. Além de ceder o campo, a prefeitura vai arcar com os custos de água, luz e de manutenção. Nós já acertamos com dois patrocinadores também para bancar nossos custos de alojamento e alimentação. Está tudo muito bem organizado”, afirmou Gustavo.

Divulgação

O Tricordiano, fundado em 2007, participou do Módulo I do Campeonato Mineiro pela primeira em 2016. No entanto, em 2017, a equipe encerrou a competição na lanterna, com cinco pontos, e foi rebaixada sem conquistar uma vitória sequer.

Para a disputa do Módulo II, a principal novidade até aqui está no banco de reservas. O Tricordiano acertou, em julho, a contratação de Reinaldo Lima, ídolo do Atlético na década de 1980, para comandar o time em busca do retorno à elite do futebol mineiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: