Pochettino revela que nunca poderá treinar o Barcelona

Liga dos Campeões chega a sua terceira rodada da fase de grupos e um jogo promete muito. Nesta terça-feira, Real Madrid e Tottenham se enfrentam na capital espanhola e Mauricio Pochettino falou sobre muitos temas em sua coletiva pré-jogo. O treinador argentino comentou sobre o duelo, exaltou o adversário e fez uma revelação muito curiosa em relação ao seu futuro.

Questionado sobre qual clube não vai comandar na carreira, Pochettino escolheu sem remediar. “Não posso treinar o Barcelona. Entre os motivos estão minha gratidão ao Tottenham. Estou feliz na Inglaterra e quem sabe fique os 15 anos que o presidente falou anteriormente. Se ele quiser posso assinar o contrato agora”, disse o comandante. “Estou satisfeito aqui e vejo uma equipe com grande potencial. Teremos uma das melhores instalações da Europa e só tenho a agradecer pela confiança depositada em mim”, revelou Pochettino.

Eliminado ainda na fase de grupo da temporada anterior, o Tottenham espera algo diferente. “Ano passado, vimos CSKA e Leverkusen no grupo e acreditamos que a situação seria mais acessível. Diante do que aconteceu, estamos vivendo um jogo de cada vez nesta temporada e desfrutando do campeonato. Ganhamos os dois primeiros jogos e vamos brigar com o Real e o Dortmund de igual para igual”, afirmou o treinador.

Ganhar do Real Madrid em casa é sempre uma missão difícil e Pochettino fez questão de valorizar se o feiro for alcançado. “Um time de jogadores qualificados, grandes estrelas, mas estamos competindo em um nível muito bom e temos condições de alcançar esse feito. Na minha cabeça só passa a ideia de vencer. Quando estou no campo quero vencer e quando isso mudar deixarei este posto”, completou o argentino.

A grande polêmica dos últimos dias ocorreu entre Pochettino e Pep Guardiola. O treinador espanhol afirmou ter se expressado mal quando disse que “o time do Tottenham é de Harry Kane” e o argentino chamou o companheiro de profissão de “desrespeitoso”. Quando perguntado sobre o tema, o treinador do time de Londres afastou qualquer novo problema. “Não tem polêmica. Defendi o meu lado, que é do Tottenham. Meu respeito e minha admiração não mudam depois de tudo isso”,  apontou Maurício Pochettino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: