Clubes intermediários comemoram vitória que definiu regulamento do Estadual: ‘Histórico’

O Conselho Arbitral que definiu o regulamento do Campeonato Pernambucano de 2018 foi histórico, com os representantes dos clubes intermediários se unindo e aprovando a fórmula da competição em detrimento a opinião de Sport, Santa Cruz e Náutico, que escolheram outra proposta. Assim, pela primeira vez, pelo menos cinco clubes do interior se classificarão para a disputa de uma inédita quarta de final. Para os dirigentes dessas agremiações, isso aumenta a disputa do Estadual e a chance de uma quebra da hegemonia de rubro-negros, tricolores e alvirrubros. O último título fora do trio foi do América, em 1944

Maior defensor da fórmula que classifica oito dos 11 clubes da primeira fase para a segunda fase, o presidente da Acadêmica Vitória, Paulo Roberto, também comemorou a volta da possibilidade de Sport, Santa Cruz e Náutico serem rebaixados. Algo impossível nas quatro últimas edições, quando os grandes entravam apenas no hexagonal do título. O cartola também comemorou a união dos intermediários.
“Foi bom porque o Campeonato Pernambucano agora vai ter uma competitividade maior. Não há mais clubes sem garantia de não se rebaixado. Todos os clubes agora podem ser campeões e também cair. Esse Arbitral também mostrou que se houver união de pensamento, em qualquer segmento da sociedade, é possível chegar à frente. Esse Arbitral foi histórico”, destacou.
No entanto, o presidente do Salgueiro, José Guilherme, garantiu que o clube sertanejo optou pelo seu voto por uma questão individual. Isso porque paralelamente ao Campeonato Pernambucano, o Carcará também disputará a Copa do Nordeste. Como na primeira fase oito dos 11 clubes avançarão às quartas de final, ficará mais fácil administrar as duas competições. Vale ressaltar que, por ser o atual vice-campeão pernambucano, o Salgueiro teve um peso importante no arbitral (11).
“O Salgueiro votou em uma fórmula que achou ser melhor para o próprio clube. Ouvimos do presidente da Federação Pernambucana, Evandro Carvalho, que o clube que disputar a Copa do Nordeste vai precisar ter duas equipes por falta de datas, e nós não temos condições financeiras para isso. Agora, já precavidos e com uma fórmula onde se classificam oito, a chance do Salgueiro se avançar é maior do que se fossem apenas quatro, já que ficaremos divididos em duas competições”, explicou José Guilherme.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: