Putin reconhece atrasos em obras da Copa, mas nega situação crítica

O presidente Vladimir Putin reconheceu o atraso no andamento de algumas obras de estádios para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia. No entanto, como reproduziu a agência Reuters, em encontro com autoridades esportivas do país para discutir a preparação para receber o torneio no ano que vem, o mandatário garante que a situação não é crítica.

“Esses atrasos não são críticos, não há nada terrível. Mas, como eu sempre disse, fica mais difícil resolver problemas nesse estágio final. Se relaxarmos, não completaremos o trabalho”, falou.

Na última semana, a comitiva da Fifa visitou uma das cidades sede do torneio mundial de seleções, Samara, e constatou que as obras não ficarão prontas a tempo de inaugurar o estádio na data prevista.  Moscou, Ecaterimburgo, Saransk, Nighny Novgorod, Rostov on Don, Volgogrado, Kaliningrado, são as outras sedes que serão visitadas e analisadas pela entidade maior do futebol.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: