Giovanni diz sentir ‘vergonha’ após derrota por 3 a 0 para o Paraná e critica atuação do Náutico

Contra o melhor mandante desta Série B e time mais eficiente do returno, o Náutico não foi páreo para o Paraná Clube, caindo por 3 a 0 no estádio Durival Brito, em Curitiba. Resultado que revoltou o meia alvirrubro Giovanni, que revelou estar com “vergonha” pelo resultado, que deixou o time ainda mais longe de deixar a zona de rebaixamento.

É uma vergonha sair daqui tomando um 3 a 0 do Paraná. Com todo respeito ao time deles, que fez por merecer, mas um time profissional não pode tomar esses tipos de gol. Não dá. Mas eu também não posso perder as oportunidades na frente”, desabafou, após a partida.
Além disso, o camisa 10 ainda disparou contra o arbitro Sávio Sampaio (DF). A principal reclamação foi por conta de uma falta não marcada sobre o meia Diego Miranda, no último minuto do primeiro tempo. O armador queria pênalti, porém a infração foi fora da área.
“Tenho que falar da arbitragem. Eles influenciam demais. Houve um pênalti claro no Diego Miranda. Se fizessemos 1 a 0 o jogo poderia ser diferente. Ai eles falam que a regra mudou. Mudou para quem se a gente não sabe nada. Mas temos que dar os méritos ao Paraná, que mereceram”, pontuou.
Já o lateral-esquerdo Ávila ressaltou que o time fez um bom primeiro tempo, mas sentiu o gol sofrido logo com um minuto do segundo. “Fizemos um primeiro tempo de igual para igual, mas no segundo tomamos o gol muito cedo e ai complicou. Temos que competir um pouco mais”, reclamou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: