Júnior Dutra vê Avaí como “chato” e mira permanência na Série A

Com 11 pontos em cinco jogos, o Avaí tem a segunda melhor campanha do segundo turno do Campeonato Brasileiro. Em entrevista, Júnior Dutra disse que não gostaria de enfrentar a equipe catarinense e voltou a ressaltar que, apesar de ser o artilheiro do time na competição, seu maior objetivo é ajudar o Leão a permanecer na Série A.

“Com a boa sequência de jogos, a gente começa a se conhecer melhor e o entrosamento aparece. O Avaí é considerado um time chato, difícil de enfrentar. Eu não gostaria de jogar contra o Avaí. Não é fácil, eu fico vendo, olhando o adversário, eles rodam para cá, rodam para lá e não conseguem entrar. Pode chutar, não vai entrar”, declarou o atacante, que tem seis gols no Brasileirão.

“Eu quero é ajudar o Avaí e meus companheiros a conquistar a permanência na Série A. O grupo está focado, todos cientes de suas responsabilidades e que temos condições de lutar de igual para igual com qualquer equipe, pois já mostramos nossa força”, completou.

Leia mais: Simião projeta jogo contra o Fla e vê Avaí em boa posição na Série A

Além disso, o jogador de 29 anos mostrou não ter vaidade de escolher o lugar para jogar e se colocou à disposição do treinador Claudinei Oliveira para atuar em qualquer área do ataque. No entanto, ele lembrou que marcou a maior parte dos seus gols quando ficou centralizado.

“Eu dou o meu melhor e estarei atuando sempre forte, seja centralizado ou pelas beiradas de campo. Prefiro até nem falar sobre isso mais. Estarei para atuar onde o Claudinei achar melhor. Eu fiz a maioria dos gols centralizado, mas estou adaptado também pelos lados. O que vale é o resultado final, pois é o que o torcedor quer”, declarou Júnior Dutra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: