Cadê eles? Recuperados, Neris e Marquinhos convivem com ‘esquecimento’ no Sport

Dois atletas contratados pelo Sport neste ano convivem com o dissabor do ostracismo. Inutilizados desde quando se recuperaram de lesões, o zagueiro Neris e o meia-atacante Marquinhos não encontram espaço no time sob o comando do técnico Vanderlei Luxemburgo. Não figuram sequer no banco de reservas nas partidas. Rumo à reta final da temporada, os dois podem terminar 2017 “esquecidos”.

Neris ainda sequer estreou pelo Sport. Contratado do Internacional, muito pela temporada 2016 que fez no rival Santa Cruz, o defensor voltou a conviver com contusões musculares na coxa no Rubro-negro. Foram idas e vindas ao departamento médico, mas desde o começo do mês está à disposição do treinador. Desde então, porém, ele não constou nenhuma vez na relação da equipe para os jogos.
Antes, o zagueiro esteve no banco por nove vezes no Sport. Todas pelo Brasileiro: uma com Ney Franco, uma com Daniel Paulista e sete com Luxemburgo. Sempre longe de ser acionado, deixando a concorrência na zaga restrita a Ronaldo Alves, Henríquez e Durval. Neste ano, Neris atuou apenas duas vezes: pelo Internacional, totalizando 148 minutos em campo.

O caso de Marquinhos

Já Marquinhos jogou um pouco mais. A última vez em 19 de junho, quando o Sport foi derrotado por 3 a 1 para o Vitória, na Ilha do Retiro, pela Série A. Muito tempo parado. Na ocasião, entrou no decorrer da partida. O meia-atacante, diga-se, sempre teve a etiqueta de reserva no clube. Mas depois das sequenciais lesões na coxa esquerda, que afastaram dos gramados por cerca de dois meses, entre março e maio, o jogador perdeu ainda mais lugar no Sport.
Em junho, o Sport entrou em negociação com a Chapecoense para se desfazer de Marquinhos e desonerar a sua folha salarial. As tratativas se estenderam também por quase dois meses, mas o acordo não foi concretizado. Dono dos direitos econômicos do jogador, o Internacional colocou entraves na transferência, e o meia-atacante teve que ser reintegrado ao elenco leonino. A volta dele chegou a ser considerada como um reforço à equipe pelo vice-presidente executivo e de futebol do clube, Gustavo Dubeux. Contudo, Marquinhos não tem sido nem opção no banco.
Ao todo, Marquinhos fez 14 partidas com a camisa do Sport, sendo apenas quatro como titular. A última na equipe de cima foi em 1 de março, no duelo contra o Náutico pelo Campeonato Pernambucano, empatado em 1 a 1, no estádio rubro-negro. Ainda assim, naquele clássico o técnico Daniel Paulista apostava numa equipe formada por reservas.
Igor Ribeiro (zagueiro): Aposta da diretoria, zagueiro de 27 anos fez apenas um jogo pelo Sport, justamente na derrota sofrida por 4 a 0 para a Ponte Preta, pela Série A. Em campo, não passou segurança na única atuação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: