Atlético-MG consegue empate contra o Avaí

Avaí e Atlético-MG fizeram jogo movimentado na manhã deste domingo, na Ressacada. Ao fim dos 90 minutos, empate por 1 a 1, no duelo válido pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. Wellington Simião abriu o placar para os donos da casa, mas Otero empatou, já na parte final da segunda etapa.

Com o resultado, os comandados de Claudinei Oliveira foram a 29 pontos, perdendo a chance de ultrapassar o time de Rogério Micale, que chegou a 31. De qualquer forma, o clube da Ressacada manteve a invencibilidade no returno.

Na próxima rodada, os catarinenses tentam manter o bom momento jogando fora de casa, diante do Flamengo. O Galo, por sua vez, tentará retomar o caminho das vitórias, após dois empates seguidos, encarando o Vitória, no Independência.

Avaí e Atlético-MG ficaram na igualdade (Foto: Jamira Furlani/Avaí F.C)

O jogo – Mesmo jogando em casa, o Avaí não começou pressionando tanto. Deixando a bola com os mineiros, controlava o ritmo e buscava as saídas rápidas com Júnior Dutra, Willians e Joel.

A primeira oportunidade clara, contudo, foi dos visitantes e justamente em contra-ataque. Em rápida trama, Cazares deixou Valdivia em boas condições para finalizar, mas o meia-atacante bateu por cima. Na sequência, após sentir problema físico, o próprio Valdivia deixou o campo, dando lugar a Clayton.

Sem muitos espaços deixados pelas defesas, o jogo ficou truncado. Os catarinenses tentaram forçar nos minutos finais, e obtiveram sucesso. Já aos 45, Júnior Dutra ajeitou, Pedro Castro tocou na bola, mas foi Wellington Simião quem finalizou, rasteiro, sem chances para Victor: 1 a 0, placar que se manteve até o intervalo.

ATIVAR ALERTAS

No segundo tempo, a característica do jogo se manteve definida. O time de Micale tomando a iniciativa, tendo a posse de bola, enquanto os comandados de Claudinei buscavam a velocidade para matar a partida.

Sem criatividade, o Galo arriscava em chutes de longe. Aos 12, Leonardo Silva tentou, mas a bola subiu muito. Três minutos depois, Elias tentou infiltração, pediu pênalti, mas o árbitro André Luiz de Freitas Castro mandou seguir.

Buscando espaços, os alvinegros erravam muitos passes, parando na forte marcação dos mandantes, que não permitiam finalizações aos rivais. Seguros, os zagueiros Alemão e Betão cortavam todos as bolas que chegavam à área.

A cada minuto, o time atleticano se mostrava mais nervoso, com erros e sem paciência para criar oportunidades. Micale tentou melhorar o time com as entradas de Robinho e Otero.

Aos 31, veio uma chance. Marcos Rocha conseguiu finalizar, mas parou em boa defesa de Douglas, que colocou para escanteio. Pouco depois, aos 37, a pressão surtiu efeito e o empate chegou. Marcos Rocha cruzou na cabeça de Otero, que não desperdiçou, em boa finalização.

Nos minutos finais, o duelo ficou aberto. Para complicar a situação do Galo, Elias levou o segundo amarelo e foi expulso, aos 42. Com um a mais, o Avaí foi em busca do gol da vitória, jogou algumas bolas na área, mas não obteve sucesso. Assim, a partida terminou 1 a 1.

FICHA TÉCNICA
AVAÍ 1 x 1 ATLÉTICO-MG

Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC)
Data: 17 de setembro de 2017, domingo
Horário: 11 horas (de Brasília)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Bruno Raphael Pires (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
Cartões amarelos:
 Judson, Romulo (Avaí), Fábio Santos, Marcos Rocha, Elias (Atlético-MG)
Cartão vermelho: Elias (Atlético-MG)
Gols: 
AVAÍ: Wellington Simião, aos 45 minutos do primeiro tempo; ATLÉTICO-MG: Otero, aos 37 minutos do segundo tempo

AVAÍ: Douglas; Leandro Silva, Alemão, Betão e Capa; Judson (Airton) e Wellington Simião; Pedro Castro (Luanzinho), Júnior Dutra e Willians (Romulo); Joel
Técnico: Claudinei Oliveira

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Adilson e Elias; Luan (Otero), Cazares (Robinho) e Valdívia (Clayton); Fred
Técnico: Rogério Micale

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: