Afastamento de Ralf queima filme de Tiago Nunes até com diretores

A decisão de Tiago Nunes de afastar Ralf do Corinthians em 2020 causou irritação geral. As primeiras manifestações foram da torcida, nas redes sociais. Depois, foi a vez de conselheiros cornetarem a opção por liberar o volante para ser negociado. Mas o Blog apurou que até gente da alta cúpula corintiana, extremamente próxima do presidente Andrés Sanchez, não gostou.

“O Tiago começou muito mal no Corinthians depois dessa”, afirmou um dirigente. “Está queimando um ídolo e isso vai obrigá-lo a dar resultados logo, se não a pressão será em cima do próprio Tiago”, acrescentou o cartola, que faz parte da diretoria.

Tiago Nunes decidiu por excluir Ralf, Jadson e Renê Júnior do elenco profissional por entender que o trio não terá utilidade. Eles nem puderam se apresentar com os demais na última segunda-feira – o retorno das férias deles ocorrerá nesta quarta-feira.

Empresário de Ralf, André Costa afirmou que a decisão pegou a todos de surpresa. Tanto que o volante não havia aberto negociação com qualquer clube, nem no Brasil, tampouco no exterior.

Seu contrato com o Corinthians só termina em 31 de dezembro. “Se a gente não encontrar um clube para lá, vamos assumir integralmente seu salário até o fim do ano”, explica o presidente Andrés Sanchez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: