Justiça nega pedido de Thiago Neves para rescindir contrato com o Cruzeiro

​Thiago Neves bem que tentou rescindir de forma indireta o seu contrato com o ​Cruzeiro. Mas teve seu pedido negado pelo desembargador Manoel Barbosa da Silva, do Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais. A decisão foi assinada no último dia 19 de dezembro, mas veio à tona somente nesta quinta-feira.

A ação movida pelo meia pode chegar a R$ 16 milhões. Nela, ele cobra três meses de salários, outros sete de direito de imagem e encargos trabalhistas em atraso. Além disso, segundo o atleta, as ameaças recebidas por parte da torcida da Raposa e as declarações de dirigentes motivaram o processo judicial.

Seu vínculo vai até dezembro de 2020, mas a ideia de Thiago Neves é encontrar um novo clube para jogar a partir do início do ano. “Vale destacar que, desde quando desembarcou em Belo Horizonte, em 2017, Thiago se comprometeu com o clube. Foram 151 jogos, 41 gols e 23 assistências. Os títulos nacionais conquistados, duas Copas do Brasil, e os dois Campeonatos Mineiros que o jogador obteve, inclusive como protagonista, falam por si”, diz parte da nota emitida pela empresa responsável pela gestão de sua carreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: