Cruzeirenses fazem novo protesto exigindo a renúncia da diretoria

Na tarde desta terça-feira, o segundo vice-presidente do Cruzeiro, Ronaldo Granata, revelou ao SuperFC que não vai renunciar ao cargo, como sugeriu o conselho deliberativo do clube e deseja a torcida estrelada. Durante a entrevista, Granata alegou que, mesmo compondo a chapa de Wagner Pires de Sá, não faz parte do grupo e, sequer, trabalhou na gestão, que ainda conta com o primeiro vice, Hermínio Lemos.

“Ele nunca me consultou para nada, nunca pediu minha opinião para nada. Agora que ele está sendo trucidado e caindo do penhasco quer cair de braços dados com alguém? Ele que vá sozinho e tome as decisões por conta própria, porque, apesar de ser um bêbado, ele é maior de idade”, justificou ao se negar a deixar o cargo.

No início desta noite, a torcida cruzeirense deu a resposta. Um grupo se reuniu em frente à sede adminstrativa do Barro Preto para exigir, mais uma vez, a saída de toda a diretoria. Um caixão com a foto de Pires de Sá foi levado à manifestação, além de faixas demonstrando toda a insatisfaçao com a gestão que rebaixou o Cruzeiro à Série B.

Do local, o grupo seguiu em cortejo pelos ruas do Barro Preto em direção à residência de Granata, localizada no bairro de Lourdes. Na porta do prédio, os torcedores entoaram cânticos ameaçadores, soltaram foguetes e prometeram voltar, caso Granata não renuncie.

Renúncia nesta quarta?

Se a pressão surgirá efeito, não se sabe. Mas, nos bastidores, comenta-se que Granata vai convocar uma coletiva nesta quarta-feira para comunicar a renúncia ao cargo de vice-presidente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: