Polícia Civil inicia ‘Operação Cartão Vermelho’ contra arbitragem; Jorge Rabello é preso

A

O Núcleo de Investigação à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (NIC-LD) já emitiu 13 mandados de busca e apreensão por suspeitas de organização criminosa, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. Um dos principais alvos da investigação é Jorge Rabello, ex-presidente da Federação de Futebol do Rio de Janeiro (FERJ) por mais de uma década.

O ex-mandatário foi preso em flagrante nesta manhã em sua residência na Zona Oeste da capital carioca, por porte ilegal de armas de fogo. Foram encontrados documentos, equipamentos eletrônicos e um revólver de calibre 38 com munições.

Rabello e mais dois suspeitos que também trabalhavam no Sindicato dos Árbitros Profissionais do Estado do Rio de Janeiro (Saperj) e na Cooperativa de Árbitros de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Coopaferj) tiveram os sigilos bancários e fiscais quebrados pela 19ª Vara Criminal do Rio.

Messias José Pereira, ex-presidente da Coopaferj, um “testa de ferro” de Jorge Rabello no caso, também teve o pedido de prisão temporária e bloqueio de bens, contudo, a Justiça negou.

A “Operação Cartão Vermelho” segue caminhando e apura os desvios de dinheiro das entidades da arbitragem do futebol carioca e o envolvimento da Coopaferj na arrecadação ilícita de dirigentes e nenhuma prestação ou transparência nas contas, segundo a Polícia Civil.Polícia Civil do Rio de Janeiro iniciou a “Operação Cartão Vermelho“, que cumpre mandados de busca e apreensão contra suspeitos de desvio de dinheiro de entidades ligadas à cúpula de arbitragem do futebol carioca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: