Perrella culpa Itair e Serginho por demissão no Cruzeiro, chama Wagner de ‘biruta de aeroporto’ e promete que não volta ao clube

Após a saída da gestão do futebol do Cruzeiro, Zezé Perrella concedeu entrevista coletiva nesta quinta-feira, em sua residência, no bairro Belvedere, em Belo Horizonte. O dirigente se disse surpreso pelo desligamento e culpou o presidente do clube, Wagner Pires de Sá. Zezé relatou que o assunto tratado com o mandatário na reunião foi outro e o chamou de ‘biruta de aeroporto’ pela desconexão de ideias.

“Fiquei surpreso com a decisão, porque ele é um biruta de aeroporto. Cada hora ele fala uma coisa. Mas ele tem direito, pois foi eleito para isso. Inclusive, na reunião de ontem, eu sugeri ao presidente Wagner que renunciasse. Disse:  ‘Eu não vou continuar no clube e vamos convocar eleições gerais no clube, inclusive para a presidência do Conselho. E você renuncia. A sua presença não é boa para o Cruzeiro’. Ele disse que não renunciaria e, junto a outras pessoas, me convenceram a ficar. Então, é algo inexplicável o que aconteceu ontem”, declarou.

Perrella também criticou a forma comoo presidente o comunicou da demissão – via mensagem de celular. O ex-senador ainda apontou que o ex-vice-presidente de futebol do clube, Itair Machado, e o ex-diretor-geral Sérgio Nonato estão por trás das decisões de Wagner

“Saio com minha consciência tranquila, só sinto, porque eu estava realmente interessado e fui convencido, porque eu precisava de uma motivação. Eu estava muito para baixo depois que o Cruzeiro caiu. Pensei, vou chamar os diretores aqui, se eles entenderem. E eu fui convencido: ‘Olha, Perrella, se você sair agora vai ser pior, Você não pode fazer isso com o Cruzeiro, o Cruzeiro precisa de você’. Então, eu falei, eu fico. E sugeri a renúncia do Wagner na frente dele. Mesmo assim eu fui convencido a continuar com o Wagner na presidência”, destacou.

“Hoje, fui surpreendido pela maneira com que ele agiu de mandar uma mensagem. Eu acordei, via a mensagem por telefone, vi que não era mais o gestor de futebol do Cruzeiro, não teve nem a consideração de conversar comigo. Liguei para ele agora a tarde e sugeri: ‘Wagner, renuncie você e sua diretoria. Dê esse presente ao Cruzeiro. Vamos fazer eleições, cara. Vamos dar a oportunidade de outras pessoas trabalharem e ajudar o Cruzeiro a sair dessa. Com a credibilidade que essa diretoria está hoje, porque quem continua a dar as cartas tudo leva a crer que é o senhor Sérgio Nonato e o senhor Itair Machado, que deve ter orientado o Wagner a tomar essa decisão”.

Perrella cobrou agilidade do Ministério Público (MP) na investigação contra a atual diretoria. O presidente do Cruzeiro, Wagner Pires de Sá, o ex-diretor geral, Sérgio Nonato, e o ex-vice de futebol, Itair Machado, são investigados por suspeitas de falsificação de documentos, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. Já o diretor jurídico, Fabiano de Oliveira Costa, é suspeito de desvio de dinheiro.

“Peço ao Ministério Público também que agilize as investigações, não precisa esperar a polícia, não. Faça paralelo. Eu fui investigado durante dez anos por um promotor aí, vocês sabem disso, e o processo foi arquivado, não conseguiu provar uma denúncia. Investigue essa turma. E aproveita e investigue meu período também”, disparou Zezé.

Para a gestão do futebol, Márcio Rodrigues, ex-vice na gestão de Gilvan de Pinho Tavares será o substituto. Nessa terça-feira, Zezé Perrella já havia pedido licença da presidência do Conselho Deliberativo do Cruzeiro. Ele tomou a decisão após reunião com Wagner Pires de Sá. Vice-presidente do órgão, Dalai Rocha assumiu a função de mandatário do Conselho interinamente.

Zezé Perrella foi presidente do Cruzeiro em duas oportunidades: de 1995 a 2002 e de 2009 a 2011. Como vice-presidente, fez parte da gestão do irmão Alvimar de Oliveira Costa, de 2003 a 2008.  Na coletiva desta quinta, ele rechaçou voltar ao clube em qualquer cargo.

“De maneira alguma (quero voltar ao Cruzeiro). Quero voltar à arquibancada, para torcer. Não mexo com isso mais. A minha família agradeceu tanto ao Wagner quando mostrei a eles a mensagem. Então, presidente, a minha família ficou muito agradecida a você. Tchau”, ironizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: