Chelsea vence recurso, derruba punição da Fifa e vai poder contratar normalmente em janeiro

O Chelsea poderá contratar normalmente jogadores na próxima janela de transferências de janeiro após vencer o segundo recurso e a Corte Arbitrária de Esporte reduzir a punição.

Anteriormente, o time inglês foi proibido de contratar por duas janelas de transferências completas, ou seja, de dezembro e de janeiro a partir da data de emissão do documento, e a multa de 460 mil libras (R$ 2,5 milhões) em dezembro de 2018. A redução da pena foi para apenas uma janela, que já foi cumprida na janela de transferências de junho de 2019. A multa também foi reduzida para 230 mil libras (R$ 1,2 milhão)

Os Blues entraram com dois recursos após serem acusados de quebrar as regras de transferências com a contratação de 29 jogadores abaixo dos 18 anos e a decisão foi acatada nesta sexta-feira, dia 6 de dezembro. Com isso, Frank Lampard pode reforçar o time na próxima janela.

O veredito foi: “Além disso, as violações de outras regras do RSTP (Regulamento sobre Status e Transferências de Jogadores) foram consideradas menos graves do que as atribuídas ao Chelsea pela Fifa”.

Os únicos reforços que chegaram ao time foram Christian Pulisic e Mateo Kovacic, sendo que o jogador do Borussia Dortmund havia sido contratado antes da punição, mas se apresentou apenas seis meses depois.

Já o meia croata estava inscrito na Fifa pela equipe porque disputou a temporada anterior por empréstimo vindo do Real Madrid, logo, só foi necessário pagar a multa para tê-lo oficialmente.

Nesta temporada, os garotos das categorias de base ganharam chance de brilhar no time principal já que reforços de peso passaram longe. E não decepcionaram: o time ocupa atualmente a quarta posição da Premier League, com 29 pontos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: