Figueirense e o ponto que pode rebaixar quatro times na Série B: a inusitada briga do Z4

A Série B do Brasileirão 2019 reserva emoções até o último minuto e conta com várias situações curiosas na briga pelo acesso à Série A e também contra o rebaixamento. O maior exemplo disso é o caso do Figueirense, que, caso pontue nessa sexta-feira (22) contra o CRB rebaixará automaticamente os quatro times que lutam para sair da região que leva à Série C.

O Figueirão tem um jogo a menos e enfrenta o CRB, que garantiu a permanência na segunda divisão, no Estádio Rei Pelé, em Maceió. A equipe sulista precisa de apenas um ponto. Caso consiga o empate, o time de Santa Catarina chega aos 40 pontos, enquanto Londrina, Criciúma, São Bento e Vila Nova só poderão bater os 39 na próxima rodada.

O Figueirense chega às duas últimas rodadas com um certo respiro, mas caso perca os dois jogos que ainda faltam (contra CRB e Operário), o time pode sim ser rebaixado à Série C. Caso consiga o sonhado ponto hoje, a fuga do descenso ganhará traços heróicos, já que o clube vive uma das suas piores crises.

O grupo de atletas reclamava pelos salários atrasados que a instituição não pagava e inclusive chegou a não jogar em uma partida contra o Cuiabá, configurando W.O. A torcida entendeu o caso dos atletas e foi recebê-los no aeroporto após o evento para dar ânimo e protestas contra a diretoria. A repercussão foi tamanha que até Pep Guardiola comentou sobre o caso da equipe alvinegra e pediu proteção aos clubes de menor poderio financeiro.

A permanência na Série B será um verdadeiro título para a torcida, que em determinado momento quase perdeu as esperanças ao ver o tradicional time enfiado na zona de rebaixamento sem força aparente para virar a mesa.

Agora tudo está nas mãos da equipe e um empate fora de casa pode decretar a permanência na segunda divisão e a queda de quatro rivais diretos na zona do desespero. Ao Londrina, Criciúma, São Bento e Vila Nova resta apenas “secar” e tentar pontuar com maior saldo de gols na última rodada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: