Cruzeiro enfrenta Botafogo e depende apenas de si para sair do Z4 do Brasileiro

Há dez rodadas seguidas na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro depende de vitória sobre o Botafogo no Rio de Janeiro para sair da degola. As equipes se enfrentam nesta quinta-feira, às 21h30, no estádio Nilton Santos, pela 29ª rodada (VEJA A CLASSIFICAÇÃO DA SÉRIE A).
 
Se ganhar fora de casa, a Raposa deixará o Z4 e ainda impedirá que um concorrente direto na luta contra a queda à Série B se distancie na classificação. O Botafogo soma 33 pontos, quatro a mais que os mineiros, e tem a terceira pior campanha do returno – duas vitórias e sete derrotas (22,22%).
Um dos trunfos celestes para alcançar bom resultado no Rio é a sequência de seis partidas sem derrota (duas vitórias e quatro empates).

A tendência é que o técnico Abel Braga mantenha a base do empate com o Fortaleza no último sábado, por 1 a 1, no Mineirão. A única mudança será a entrada do volante Éderson, que cumpriu suspensão pelo terceiro cartão amarelo, na vaga de Jadson.
O estádio Nilton Santos traz boas lembranças para Éderson. Em 2018, ele entrou em campo pela primeira vez a serviço do time principal do Cruzeiro justamente diante do Botafogo. O duelo terminou empatado por 1 a 1, no dia 5 de setembro, pela 23ª rodada do Brasileiro.
“Botafogo foi meu primeiro jogo no Cruzeiro e agora, mais de um ano depois, consegui sequência. Estou com mais confiança, evoluí um pouquinho mais em alguns aspectos, passaram outros técnicos. Muita coisa mudou”, disse o camisa 15, que tem se destacado na equipe em função dos constantes avanços ao ataque para finalizar.
Sempre tive um pouco de facilidade de chegar ao ataque, o Abel percebeu isso, o Henrique também me deu essa liberdade, às vezes ele segura mais atrás para deixar eu ir para frente. Acho que tem um pouco disso também, da facilidade que eu tenho de chegar e da confiança da equipe na minha qualidade”, acrescentou.
Se Éderson vai bem, o aproveitamento do setor ofensivo do Cruzeiro está em baixa na Série A. São 23 gols marcados em 28 rodadas, uma média de 0,82, a pior na ‘era’ dos pontos corridos. Em 2019, somente CSA (20) e Avaí (15) balançaram a rede menos vezes.

“Isso tem me incomodado. Talvez eu tenha tentado mais, porque a gente não está fazendo tantos gols, posso estar forçando um pouco mais que o normal. Eu acho que falta um pouco de movimentação, a gente está movimentando errado também”, afirmou o meia Robinho, que reconheceu a necessidade de melhorar o próprio desempenho.

”Mas eu preciso melhorar. Realmente, eu tenho me cobrado muito, tenho conversado com o Thiago Neves que eu preciso acertar mais, que tenho que jogar mais perto dele, porque somos os jogadores de criação, mas estou me cobrando, espero poder melhorar”, complementou.

BOTAFOGO X CRUZEIRO
BOTAFOGO
Gatito Fernández; Marcinho, Carli, Gabriel e Yuri; João Paulo e Cicero; Luiz Fernando, Alex Santana e Leo Valencia; Diego Souza
Técnico: Alberto Valentim
CRUZEIRO
Fábio; Orejuela, Cacá, Fabrício Bruno e Egídio; Henrique, Éderson, Robinho e Thiago Neves; David e Fred
Técnico: Abel Braga
Motivo: 29ª rodada do Campeonato Brasileiro
Estádio: Nilton Santos, no Rio de Janeiro
Data: quinta-feira, 31 de outubro de 2019
Horário: 21h30
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Jean Márcio dos Santos e Nailton Junior de Sousa Oliveira (RN)
VAR: Adriano Milczvski (PR)
Assistentes do VAR: Adriano de Assis Miranda e Flávio Gomes Barroca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: