Brasil de Pelotas e Cuiabá empatam e seguem no meio da tabela da Série B

Em busca somente de pontos nas últimas rodadas para assegurar com tranquilidade a permanência na segunda divisão, Brasil de Pelotas e Cuiabá empataram sem gols, neste sábado (26), no estádio Bento Freitas, pela 31ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

As duas equipes seguem em posições intermediárias da tabela. O gaúcho agora soma 39 pontos, em 12º lugar, uma posição abaixo do time do Mato Grosso, com 40 pontos, no 11º posto.

Os dois times entraram em campo preocupados em se livrar logo da ameaça de rebaixamento. O Cuiabá vinha de vitória sobre o Guarani, por 2 a 1, encerrando um jejum de cinco jogos. O Brasil estava satisfeito por ter somado um ponto em casa diante do vice-líder Sport, na rodada passada.

Como esperado, o jogo começou morno, na base de estudos dos dois lados. Apesar de ter maior volume, o time da casa parecia não ter forças para furar o bloqueio do visitante. Tanto que o primeiro chute foi do time do Mato Grosso aos 31 minutos, quando Jean Patrick, mesmo de longe, arriscou o chute e o goleiro Carlos Eduardo defendeu em dois tempos.

O time gaúcho só chutou aos 38 minutos com Diogo Oliveira, mas ele saiu fraco e não deu trabalho para a defesa do goleiro Matheus Nogueira. Muito pouco e que justificou as vaias da torcida no intervalo. Os jogadores desceram para os vestiários sem dar entrevista, em protestos aos atrasos salariais frequentes no clube.

Na volta pra o segundo tempo, o técnico Bolívar já queimou duas trocas. Colocou Ari e Eduardo Person nos lugares, respectivamente, de Cristian e Washington. Mas no primeiro minuto, Felipe Marques, do Cuiabá, assustou com chute forte que o goleiro mandou a escanteio. Aos 5 minutos, Ari insistiu no drible e chutou forte, por cima do gol. Aos 12 minutos, Jefinho desviou cruzamento de Felipe Marques e o goleiro gaúcho teve que se abaixar para rebater.

O curioso, num jogo sem graça, é que o massagista Zelão, do time do Mato Grosso, deu um pique para atender um jogador e acabou se machucando ao acusar distensão na parte anterior da coxa esquerda. Saiu de campo apoiado no ombro de dois colegas de trabalho.

O time da casa ainda teve o controle de jogo, mas teve o visitante atento, como que na espera de uma chance para marcar num contra-ataque. Nada mudou e a torcida não gostou, vaiando antes de ir para casa.

O Brasil joga na próxima terça-feira contra o Vila Nova, pela 32ª rodada, em Goiânia, a partir das 19h15. O Cuiabá vai receber o líder Bragantino na Arena Pantanal na sexta-feira à noite.

FICHA TÉCNICA:

BRASIL DE PELOTAS 0 x 0 CUIABÁ

BRASIL DE PELOTAS – Carlos Eduardo; Ednei, Bruno Aguiar, Heverton e Formiga; Leandro Leite (Pereira), Washington (Eduardo Person) e Diogo Oliveira; Cristian (Ari), Juba e Guilherme Queiroz. Técnico: Bolívar.

CUIABÁ – Matheus Nogueira; Toty, Ednei, Anderson Conceição e Danilo (Alex Ruan); Marino, Jean Patrick (Moisés), Lucas Braga e Alê; Jefinho (Gutiérrez) e Felipe Marques. Técnico: Marcelo Chamusca.

ÁRBITRO – Dênis da Silva Ribeiro Serafim (AL).

CARTÕES AMARELOS – Ednei, Diogo Oliveira e Eduardo Person (Brasil); Alê (Cuiabá).

RENDA – R$ 60.210,00.

PÚBLICO – 3.205 pagantes.

LOCAL – Estádio Bento Freitas, em Pelotas (RS).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: