Veja prováveis Boca e River no Superclássico que decidirá o primeiro finalista da Libertadores

No entanto, ainda há uma dúvida, no ataque. Tévez segue se recuperando de dores no pé e não tem trabalhado no campo. Com isso, Hurtado deve ser confirmado ao lado de Zárate no setor.

O Boca tem sofrido com a falta de gols. Apenas em três oportunidades durante o Campeonato Argentino, a equipe marcou dois ou mais gols, o que é necessário para levar a partida para a decisão nos pênaltis ou classificação.

Pelo lado do River Plate, Marcelo Gallardo não tem qualquer problema para o clássico. Para melhorar a situação do treinador, o volante Ponzio e o atacante Scocco, voltaram a ter boas atuações no fim de semana e ficam no banco de reservas.

Gallardo não fez qualquer mistério e vai repetir a formação que venceu o confronto de ida, no Monumental de Nuñez. Borré e Suárez formam a dupla de ataque, com Scocco e Lucas Pratto sendo opções no banco.

O River Plate pode perder por um gol de diferença que se garante em mais uma decisão de Libertadores. Se perder por 2 a 0, o confronto será definido nos pênaltis. Se o Boca Juniors vencer por três gols de diferença irá para a final.

O representante argentino que avançar para a final vai esperar a definição do duelo entre Flamengo e Grêmio, que se enfrentam nesta quarta-feira, no Maracanã. No duelo de ida, em Porto Alegre, houve empate por 1 a 1. A decisão da Libertadores será em jogo único, no dia 23 de novembro, em Santiago, no Chile.

FICHA TÉCNICA:

BOCA JUNIORS X RIVER PLATE

Local: Estádio La Bombonera, em Buenos Aires (Argentina)

Data: 22 de outubro de 2019, terça-feira

Hora: 21:30 (de Brasília)

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Brasil)

Assistentes: Fabrício Vilarinho (Brasil) e Rodrigo Correa (Brasil)

VAR: Mauro Vigliano (Argentina)

BOCA JUNIORS: Andrada; Buffarini, Licha López, Izquierdoz e Mas; Salvio, Marcone, Almendra e Mac Allister; Zárate e Hurtado. Técnico: Gustavo Alfaro;

RIVER PLATE: Armani; Montiel, Martínez, Pinola e Casco; Nacho Fernández, Enzo Pérez, Palacios e De La Cruz; Borré e Matías Suárez. Técnico: Marcelo Gallardo;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: