Dorival Júnior é o preferido no Cruzeiro, mas doença na família é empecilho

A diretoria do Cruzeiro já decidiu demitir Rogério Ceni e quer um novo técnico para o jogo contra o Goiás, na próxima segunda-feira (30), pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. O nome já está definido: é o de Dorival Júnior.

No entanto, a contratação do treinador, que comandou o time celeste em 2007, ainda não é certa. Em agosto, antes de trazer Rogério Ceni, a direção sondou Dorival, que rechaçou a oferta por ter um familiar com problema grave de saúde.

A informação é do repórter Artur Moraes, que acompanha a delegação celeste na volta de Fortaleza para Belo Horizonte, no fim da manhã desta quinta-feira (26).

A direção celeste acredita que pode convencer Dorival Júnior a treinar o Cruzeiro no restante do Campeonato Brasileiro. A missão seria a de salvar o clube do rebaixamento à Série B.

O perfil de Dorival Júnior é visto como o ideal para livrar a Raposa da queda, já que tem bom relacionamento com os jogadores mais rodados, principal alvo de insatisfação do elenco com Rogério Ceni.

Perfil

Dorival Júnior tem 57 anos e uma passagem pelo Cruzeiro, em 2007, quando levou o time para a Libertadores e revelou o volante Ramires.

Como treinador, o seu maior título foi o título o da Copa do Brasil, com o Santos, em 2010. O último trabalho foi no Flamengo, em 2018.

Nada de interino

Se Dorival Júnior não aceitar o convite, a diretoria celeste vai trabalhar em outros nomes experientes no mercado. A certeza é que não querem colocar um treinador interino para o importante jogo contra o Goiás, no Serra Dourada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: