A empolgação, a história e a pressão: a ‘decisão’ entre Galo e Colón

 

O decisivo duelo de volta da semifinal da Copa Sul-americana entre Atlético e Colón-ARG, na noite desta quinta-feira (26) coloca frente a frente dois times em momentos completamente opostos, que chegam com pesos totalmente distintos para a partida. De um lado, o pressionado Galo, que em péssima fase, chega com a sequência de seis derrotas seguidas no Campeonato Brasileiro, a pior da era dos pontos corridos, sendo cinco reveses consecutivos por todas as competições e sete nos últimos nove jogos, tem pela frente seu confronto do ano e tenta salvar a temporada com o torneio continental. Do outro, o empolgado clube argentino, vivendo o melhor momento dos seus 114 anos, vai jogar a maior partida de sua história e sonha com seu primeiro título de primeira grandeza, que pode ser logo uma conquista internacional.

Existe, porém, uma boa notícia para animar o irritado torcedor atleticano, que tanto cobrou seu time nas últimas semanas e deu o recado: “a vaga na final da Sul-americana é obrigação”. O volante Jair, titular, peça fundamental na equipe do pressionado Rodrigo Santana e melhor jogador do Galo pós-Copa América, está confirmado na partida. Ele garante estar 100% fisicamente e entender a frustração atleticana.

“Estou 100% para a partida e 100% focado. A decisão por si só já é uma pressão. Se a gente está no Atlético hoje, temos que lidar com ela. Entendo o torcedor. Eu também estou puto. Todo mundo está chateado com as vitórias que não estão vindo, mas temos que entrar focados e acredito que vamos conseguir a vitória”, disse o meio-campista.

Do outro lado, o cenário é o oposto. Com sua torcida empolgada com a fase do time e vivendo um sonho, o técnico do Colón, Pablo Lavallén, quer dar um presente especial para a sua “hinchada”.

“Estamos a 90 minutos de fazer história. Não estamos sentindo a pressão porque é uma pressão de linda de chegar na maior partida da história do clube e todo jogador gosta de ter essa pressão. Temos a possibilidade de jogar nossa primeira final em 114 anos de vida. Estamos contentes com essa possibilidade que temos agora e vamos tratar de aproveitá-la com tudo que temos. O torcedor do Colón pode ter certeza que deixaremos tudo o que temos em campo para conseguir a vaga na final”, prometeu.

O embate ocorre às 21h30 (de Brasília), no Mineirão. Para avançar à decisão, o Atlético precisa de uma vitória sem sofrer gols. Se for vazado, o Galo precisará vencer por dois gols de diferença. Triunfo alvinegro por 2 a 1 leva o confronto para os pênaltis. Qualquer outro placar dá a vaga ao Colón.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO X COLÓN

Motivo: jogo de volta da semifinal da Copa Sul-americana

Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)

Data: quinta-feira, 26/09/2019

Horário: 21h30 (de Brasília)

Árbitro: Andrés Rojas (Colômbia)
Auxiliares: Alexander Guzmán e Dionision Ruiz (ambos da Colômbia)
VAR: Esteban Ostojich (Uruguai)

Transmissão: DAZN, Rádio Super Notícia 91,7 FM

Prováveis escalações:

Atlético: Cleiton; Patric, Igor Rabello, Réver e Fábio Santos; Jair e Elias; Chará, Vinícius e Cazares; Di Santo
Técnico: Rodrigo Santana

Colón: Burián; Vigo, Ortiz, Olivera e Escobar; Aliendro, Lértora, Zuqui e Estigarribia; Pulga e Morelo
Técnico: Pablo Lavallén

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: