Rogério Ceni se despede do Fortaleza e vai fechar com o Cruzeiro hoje

O Cruzeiro pode confirmar ainda neste domingo (11) a contratação de Rogério Ceni. Segundo informações apuradas pelo Super FC, Rogério comanda ainda hoje o treino do Fortaleza, que enfrenta nesta segunda-feira (12) o CSA pelo Brasileirão. Seria sua despedida do clube.

Em conversa com o Debate  Esportivo , Daniel de Paula Pessoa, diretor de futebol do Fortaleza, confirmou, na manhã deste domingo,a saída de Rogerio Ceni do comando clube em direção ao Cruzeiro. O executivo da equipe cearense destacou que o técnico comandou seu último treino neste domingo e se despediu dos jogadores e profissionais do Fortaleza, comunicando a decisão.

Depois de três anos e 12 meses com um treinador veterano e experiente como Mano Menezes no comando, a Raposa vai apostar em um comandante da nova geração. O ex-goleiro vive seu terceiro ano na nova função e tem como experiências uma curta passagem pelo São Paulo e um trabalho mais longo e elogiado no Fortaleza. A contratação foi adiantada pelo Super FC na última sexta-feira.

Trajetória

O bom trabalho no Fortaleza e a mentalidade e carreira vitoriosas fizeram o Cruzeiro apostar no ex-goleiro ao invés de Dorival Júnior como estava sendo especulado. Fazendo um bom trabalho no clube nordestino desde novembro de 2017, o treinador garantiu o acesso à elite do futebol brasileiro com o título da Série B em 2018, no ano em que o Leão completou 100 anos de história. O time ainda teve o melhor início da história da competição e voltou para a Série A depois de 14 anos nas divisões inferiores. O bom trabalho seguiu neste ano com os títulos da Copa do Nordeste e do Campeonato Cearense.

Antes do Fortaleza, Ceni foi técnico do São Paulo, quando teve uma primeira e curta experiência na função por seu clube do coração e onde é ídolo. Criticado, ele comandou o Tricolor Paulista por apenas 37 jogos, tendo 14 vitórias, 13 empates e dez derrotas.

Já como jogador, o ex-goleiro teve uma carreira de enorme sucesso se tornando um dos maiores ídolos da história do São Paulo. Entre vários outros títulos, ele conquistou um Mundial de Clubes, duas Libertadores e o tricampeonato Brasileiro.

Vale lembrar que Ceni foi sondado pelo Atlético em abril, mas recusou a possibilidade de deixar o clube nordestino para comandar o Galo. Na ocasião, ele alegou que não gostaria de abandonar o projeto com o Fortaleza.

Ceni chegaria para substituir Mano Menezes, que comandou a Raposa em 235 jogos. Foram 112 vitórias, 69 empates e 54 derrotas, com 333 gols marcados e 205 sofridos. Com ele, o time estrelado foi bicampeão da Copa do Brasil e do Campeonato Mineiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: