Galo x Flu: escalações, transmissão e tudo sobre o duelo no Horto

Ricardo Oliveira não sabe o que é balançar as redes há 15 jogos. Alerrandro, que hoje começa no banco, está há quatro partidas sem marcar. Apesar do jejum dos centroavantes do Atlético, o time tem um dos melhores ataques da competição, com 20 gols marcados.

A partida deste sábado contra o Fluminense, às 21h, no Independência, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, será uma boa oportunidade para os dois tentarem pôr fim a esse incômodo jejum. O time carioca tem a segunda pior defesa da competição, com 22 gols sofridos.

Os dois jogadores do Galo garantem que esta é apenas uma fase e que logo farão as pazes com as redes. Mas, enquanto isso não acontece, eles contam com uma forcinha dos companheiros de time, que têm aparecido bem no ataque adversário e marcado gols, mesmo atuando em posições mais atrás no campo.

Os 20 gols alvinegros até agora no Brasileiro foram marcados por 11 atletas diferentes, além de um contra. Chará e Cazares são os artilheiros da equipe, com três gols cada.

Mas jogadores como o zagueiro Iago Maidana e os volantes Jair e Elias também já guardaram os seus, o que vem contribuindo bastante para o time não sentir essa fase ruim dos seus homens de frente.

Ajustes

Sem jogos no meio de semana, o técnico Rodrigo Santana teve mais tempo para acertar a equipe para o confronto de hoje e está otimista com a partida desta noite.

“A gente espera conseguir manter uma intensidade um pouco maior durante o jogo porque tivemos uma semana inteira para trabalhar e teremos uma outra inteira para recuperar. Então temos que tentar controlar o jogo do início ao fim”, disse o treinador do Galo.

Transmissão

A cobertura de Atlético e Fluminense começar mais cedo na rádio Super 91,7 FM. Às 20h, tem o Show de Esporte da Super direto do Horto. E às 21h a bola rola com narração de Hércules Santos, reportagem de João Vitor Cirilo e Jorge Luiz, comentários de Lélio Gustavo e ancoragem de Rômulo Fegalli.

CAMPEONATO BRASILEIRO – 14ª RODADA

Atlético
Cleiton; Patric, Igor Rabello, Réver e Fábio Santos; Ramón Martínez, Elias, Chará, Vinícius, Cazares e Ricardo Oliveira
Técnico: Rodrigo Santana

Fluminense
Muriel; Igor Julião, Nino, Digão e Caio Henrique; Allan, Daniel, Ganso, Marcos Paulo, Yony González e Pedro
Técnico: Fernando Diniz

HORÁRIO: 21h
LOCAL: Estádio Independência, em Belo Horizonte
ARBITRAGEM: Wilton Pereira Sampaio (FIFA/GO)
ÁRBITRO DE VÍDEO: Héber Roberto Lopes (FIFA/SC)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: