Cruzeiro vai em busca de técnico experiente; Dorival e Abel cotados

Fim da era Mano. O início de uma novo ciclo no Cruzeiro. O clube começou na manhã desta quinta-feira a busca por um nome no mercado capaz de tirar a equipe da atual situação que se encontra, na 18ª posição na tabela de classificação, além da incrível sequência de apenas uma vitória em 18 partidas e o jejum de oito jogos sem ir às redes. Nos bastidores, alguns nomes possuem a preferência da diretoria, que busca um comandante com perfil experiente para poder recolocar o futebol do clube nos trilhos.

De acordo com informações do Super FC, o nome de Dorival Júnior é o que surge como mais provável dentro do atual cenário. Ele deixou o comando do Flamengo no final do ano passado e, desde então, não assumiu nenhum outro trabalho no futebol nacional. Foram sete vitórias em 12 jogos disputados, mas a não conquista do título brasileiro pelo clube carioca influenciou diretamente em sua queda no Rubro-Negro, passando o bastão para Abel Braga.

Dorival esteve no Cruzeiro entre maio e dezembro de 2017, acumulando um aproveitamento de 52,50% neste período. Em 40 jogos foram 19 vitórias, seis empates e 15 derrotas. Neste período da Raposa até o Flamengo, Dorival comandou no total 13 clubes, com sete títulos, 11 eliminações e um rebaixamento. Seu trabalho mais longo foi no Santos, quando permaneceu de 2015 a 2017, acumulando um total de 696 dias à frente do Peixe.

Neste período, Dorival conquistou o Paranaense 2008 (Coritiba), Série B 2009 (Vasco), Paulista 2010 e Copa do Brasil 2010 (Santos), Recopa Sul-Americana 2011 e Gaúcho 2012 (Internacional) e Paulista 2016 (Santos).

ABEL

Outro nome na lista é o de Abel Braga, justamente o sucesso de Dorival Júnior no Flamengo e que acabou fora da Gávea no dia 29 de maio deste ano. Isolado no Flamengo e criticado por seu sistema de jogo, Abel deixou o Flamengo após 32 partidas, 19 vitórias, oito empates e cinco derrotas. Foram 59 gols marcados e 29 sofridos. Em sua segunda passagem pelo rubro-negro, Abel conquistou a Flórida Cup, a Taça Rio, o Campeonato Carioca, avançou às oitavas de final da Libertadores, venceu o primeiro jogo das oitavas da Copa do Brasil e deixou o time na sexta posição do Campeonato Brasileiro.

ROGÉRIO CENI E ADILSON

Outro nome que agrada um segmento da diretoria é o de Rogério Ceni, mas o comandante do Fortaleza corre por fora neste momento. Campeão da Série B com o time cearense, Ceni possui vínculo com o clube até o fim do ano, mas foi sondado recentemente pelo rival do Cruzeiro, o Atlético, e decidiu permanecer no Fortaleza.

A lista anda contempla outra lembrança do torcedor. O técnico Adilson Batista, que levou o Cruzeiro à final da Libertadores 2009. Desde que deixou o clube celeste, o comandante não conseguiu desenvolver um trabalho duradouro. Sua última jornada foi no América, no ano passado, em campanha que sacramentou a queda do Coelho à segunda divisão nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: