Cruzeiro perde para Athletico-PR e segue à beira do Z4 do Brasileiro

O time reserva do Cruzeiro não conseguiu se impor contra os titulares do Athletico-PR e perdeu por 2 a 0 o jogo válido pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, neste sábado, no Mineirão. Os gols do Furacão foram marcados por Jonathan, em cobrança de pênalti, aos 29min do primeiro tempo, e Bruno Guimarães, aos 31min da etapa final.

O placar poderia ter sido maior para o rubro-negro, porém o goleiro Rafael fez boas defesas em chutes de Bruno Nazário e Nikão e contou com a sorte quando Rony, aos 11min da etapa complementar, acertou o travessão. Insatisfeitos, os torcedores esboçaram vaias por causa do mau rendimento da equipe.
Derrotado, o time de Mano Menezes chegou a entrar na zona de rebaixamento, porém se manteve em 16º graças à vitória do São Paulo sobre o Fluminense, por 2 a 1, no Maracanã. O segundo gol do tricolor paulista foi marcado por Reinaldo em pênalti assinalado com auxílio do VAR nos últimos minutos.
Próximo ao Z4, o Cruzeiro soma dez pontos em 12 partidas, com apenas 27,7% de aproveitamento. A última vitória no campeonato aconteceu há quase três meses: 2 a 1 sobre o Goiás, em 5 de maio, no Mineirão.
Em meio à má campanha no Brasileiro, o Cruzeiro vai bem nos mata-matas. Nesta terça-feira, às 19h15, o adversário será o River Plate, no Mineirão, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa Libertadores. O duelo de ida, no Monumental de Núñez, em Buenos Aires, terminou empatado por 0 a 0.
O Athletico, que chegou a 19 pontos na Série A, também se preocupa com o torneio continental. O segundo duelo das oitavas de final, contra o Boca Juniors, acontecerá na Bombonera, às 21h30 de quarta-feira. Na ida, os argentinos ganharam por 1 a 0.

O jogo

Mano Menezes descansou os titulares do Cruzeiro visando ao jogo contra o River Plate. A equipe escolhida para este sábado foi a mesma do empate por 0 a 0 com o Bahia, no último sábado, na Arena Fonte Nova, em Salvador. Já Tiago Nunes força máxima em sua equipe.
O Furacão dominou as ações no primeiro tempo, chegando a registrar 68% de posse de bola, enquanto o Cruzeiro esbarrou na falta de entrosamento e na ausência de um armador de ofício para fazer a bola ser direcionada a Fred.
Nos 15 primeiros minutos, o rubro-negro já havia finalizado quatro vezes, contra apenas um da Raposa. E de tanto jogar no ataque, conseguiu criar a situação do primeiro gol. Pelo lado esquerdo, Nikão fintou Weverton e foi derrubado com um carrinho na grande área. Na cobrança do pênalti, o ex-cruzeirense Jonathan deslocou Rafael e fez 1 a 0.
O Cruzeiro poderia ter aproveitado melhor um lance de ataque aos 37min. Maurício recebeu de Jadson e deu bela assistência para David, que “dormiu no ponto” e acabou desarmado por Pedro Henrique na entrada da grande área. Aos 45min, foi a vez de Léo Pereira evitar que Ariel Cabral pudesse finalizar.
No segundo tempo, o Athletico continuou com superioridade na posse de bola e iniciou pressão nos primeiros minutos. Aos 7min, Rony puxou contragolpe e tocou em direção a Nikão, que se livrou de Cacá e bateu forte para boa defesa de Rafael. Aos 11min, o camisa 12 celeste contou com a sorte, pois a conclusão de Rony explodiu no travessão.
Com vários jovens no banco de reservas, Mano Menezes colocou o volante Jadsom Silva e o atacante Welinton, além do também atacante Sassá. As substituições, contudo, não surtiram o efeito esperado. Quem seguiu tranquilo foi o Athletico-PR, que marcou o segundo gol aos 31min. Bruno Guimarães tabelou com Bruno Nazário e Nikão e chutou no canto esquerdo de Rafael: 2 a 0.

Pressionado no Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro terá o desafio de se recuperar no clássico contra o Atlético, às 19h do próximo domingo, no Independência. Novamente, Mano Menezes precisará administrar o elenco, já que na quarta-feira seguinte, dia 7 de agosto, haverá confronto de ida da semifinal da Copa do Brasil, diante do Internacional, no Mineirão.

CRUZEIRO 0X2 ATHLETICO-PR

CRUZEIRO
Rafael; Weverton, Fabrício Bruno, Cacá e Dodô; Éderson e Ariel Cabral (Jadsom Silva, aos 14min do 2ºT); Jadson, Maurício (Welinton, aos 24min do 2ºT) e David (Sassá, aos 20min do 2ºT); Fred
Técnico: Mano Menezes
ATHLETICO-PR
Santos; Jonathan, Pedro Henrique, Léo Pereira e Márcio Azevedo (Abner, aos 29min do 2ºT); Wellington, Bruno Guimarães e Nikão; Bruno Nazário (Thonny Anderson, aos 39min do 2ºT), Rony e Marco Ruben (Marcelo Cirino, aos 20min do 2ºT)
Técnico: Tiago Nunes
Gols: Jonathan, aos 29min do 1ºT, e Bruno Guimarães, aos 31min do 2ºT (ATH)
Cartão amarelo: Fred, aos 35min do 1ºT (CRU)
Motivo: 12ª rodada do Campeonato Brasileiro
Estádio: Mineirão
Data: sábado, 27 de julho de 2019
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Assistentes: Luiz Cláudio Regazone e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (ambos do RJ)
VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)

Público: 20.689

Renda: R$ 184.081,50

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: