América mostra solidez defensiva e bate Cruzeiro em jogo-treino

Dando sequência à intertemporada, durante a pausa do calendário brasileiro para a disputa da Copa América, Cruzeiro e América iniciaram a semana disputando um jogo-treino na Toca da Raposa II. Sem a presença de torcedores, o Coelho venceu por 2 a 1, na manhã desta segunda-feira. Rafael Bilu e Marcelo Toscano marcaram os gols americanos, enquanto Raniel, cobrando pênalti, diminuiu para a Raposa.

O América ainda fará mais dois jogos-treinos durante a parada da Copa América. Nesta terça-feira, às 10h, o Coelho enfrenta o União Luziense, no CT Lanna Drumond. No próximo sábado, às 10h o time vai à Cidade do Galo, jogar contra o Atlético.

Em jogos oficiais, o próximo compromisso do América será no dia 13, um sábado, às 11h, em casa, contra o Figueirense, pela 9ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

O Cruzeiro retorna à rotina de partida oficiais justamente no clássico com o Atlético, em partida de ida das quartas de final da Copa do Brasil, no dia 11, uma quinta-feira, às 20h, no Mineirão. O duelo de volta está marcado para a quarta-feira seguinte, dia 17, às 19h15, no estádio Independência.

clique no link e baixe nosso aplicativo

https://play.google.com/store/apps/details?id=com.debateesportivo

O jogo

Mano Menezes promoveu a alteração que já vinha sendo testada nos últimos treinamentos, com Jadson no meio-campo, na vaga de Ariel Cabral. O Cruzeiro foi a campo com Fábio; Lucas Romero, Léo, Dedé e Egídio; Henrique e Jadson; Robinho, Thiago Neves, Marquinhos Gabriel e Fred.

Já o técnico Maurício Barbieri mandou o América a campo com uma escalação bem diferente da que vinha sendo utilizada antes da parada da Copa América. O Coelho iniciou o jogo com Thiago; Leandro Silva, Paulão, Ricardo Silva e João Paulo; Luiz Fernando, Willian Maranhão, Michel Bastos e Rafael Bilu; Jonatas Belusso e Felipe Azevedo.

Aos dois minutos de jogo, Rafael Bilu fez jogada pela ponta direita e abriu o placar com um bonito gol de perna canhota, acertando o ângulo direito da meta de Fábio.

Os comandados de Mano tentaram a reação, mas esbarraram em uma forte marcação no meio-campo e não chegaram a levar perigo ao gol americano.

No segundo tempo, o técnico da Raposa trocou todos os jogadores de linha. O Cruzeiro voltou com os jogadores considerados reservas: Weverton, Fabrício Bruno, Cacá e Dodô; Adriano, Ariel Cabral e Éderson, David, Raniel e Sassá.

O América fez algumas alterações no intervalo e outras no decorrer da segunda etapa. Maurício Barbieri promoveu as entradas de Jori, Juninho, Ademir, Mateusinho, Sabino, Ricardo Silva, Neto Berola, Leandro Silva e Marcelo Toscano.

As alterações no América surtiram efeito. Mateusinho e Ademir deram mais velocidade às ações ofensivas do time, fazendo com que os jogadoresdo Cruzeiro tivessem que trabalhar bastante para marcá-los. Aos 29 da etapa final, o atacante Marcelo Toscano bateu cruzado de perna canhota, da entrada da área, ampliando o marcador. 2 a 0 para o América.

O goleiro Fábio cobrou maior organização defensiva da equipe celeste, conversando principalmente com Ariel Cabral.

Aos 44 do segundo tempo, em uma jogada disputada na área americana, o árbitro marcou pênalti para o Cruzeiro. Raniel foi para a bola e marcou de pe direito, dando números finais ao jogo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: