Cruzeiro cai duas posições com vitórias de Palmeiras e Grêmio na 28ª rodada

Os resultados deste domingo pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro não ajudaram e fizeram o Cruzeiro cair da 3ª para a 5ª posição na classificação. Atual campeão da Copa do Brasil e com vaga assegurada na Copa Libertadores de 2018, o time celeste, com 47 pontos, foi ultrapassado pelo Palmeiras, agora quarto colocado, e pelo Grêmio, provisoriamente no segundo lugar.

O Grêmio foi ao Couto Pereira, em Curitiba, e derrotou o Coritiba por 1 a 0 com um gol de Ramiro aos 46 do segundo tempo. Com a vitória, o Tricolor chegou aos 49 pontos e assumiu a segunda posição, ficando a nove do líder Corinthians, batido pelo Bahia em Salvador.
A segunda colocação do Grêmio está ameaçada porque o Santos, terceiro colocado, com 48 pontos, fecha a 28ª rodada nesta segunda-feira, às 20h (de Brasíia), jogando com o Vitória no Pacaembu, em São Paulo. Se vencer, o Peixe retoma o segundo lugar. Um empate manteria os gaúchos na vice-liderança.
Quem também contribuiu para a descida do Cruzeiro na tabela foi o Palmeiras. O time paulista derrotou o Atlético-GO por 3 a 1 em Goiânia e assumiu o quarto lugar, com 47 pontos e uma vitória a mais que os celestes: 14 a 13.
O Cruzeiro folgou no fim de semana porque já havia atuado pela 28ª rodada no dia 7 de outubro, quando venceu a Ponte Preta por 2 a 1, no Mineirão.
Na próxima quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), o Cruzeiro abre a 29ª rodada diante do Coritiba, no Estádio Couto Pereira, em Curitiba, e busca não só a ascensão na tabela como a manutenção de sua invencibilidade em 2017, que já dura 13 partidas.
Por conta desse bom momento, o Cruzeiro é dono da melhor campanha no returno do Campeonato Brasileiro, com 20 pontos em nove jogos. O aproveitamento nessa etapa da competição é de 74,07%. O Botafogo é o segundo melhor no período, com 18 pontos.
Se o Cruzeiro vive fase de ascensão, o Coritiba, próximo rival, atravessa uma crise. Já são nove partidas sem vitória (seis derrotas e três empates). O último triunfo foi em 6 de agosto, sobre a Chapecoense, por 2 a 0, no Couto Pereira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: