Atlético empata com o Sport e vê distância para o G7 aumentar

O Galo criou boas chances no duelo contra o Sport, mas não chegou ao gol da virada na Ilha do Retiro. O resultado deixa o Atlético mais distante do G7. O Flamengo venceu a Chapecoense, fora de casa, por 1 a 0, e agora soma 43 pontos, cinco a mais que o Alvinegro, que caiu para o 9º lugar.

O Atlético volta a campo nesta quarta-feira, às 21h, contra a Chapecoense, no Independência. Já o Sport recebe o Santos, quinta-feira, no mesmo horário.

O técnico Oswaldo de Oliveira resolveu manter o esquema do Atlético. Sem Robinho, suspenso, entrou Otero na equipe. Roger Bernardo, que foi bem contra o São Paulo, voltou ao banco de reservas. Elias voltou ao time titular.

O jogo começou bastante pegado, com muitas faltas. E logo no começo, o Galo sofreu um golpe. Aos 9’, Elias saiu jogando errado, a bola sobrou com Diego Souza, que achou Patrick, livre, em diagonal. O jogador do Sport dominou no peito e finalizou sem chances para Victor: 1 a 0.

O gol não abateu o Atlético. O Alvinegro foi para cima e criou boas chances. Valdívia finalizou por cima, com muito perigo. Elias, após lançamento de Fred, chutou para defesa incrível de Magrão. Após os momentos de sufoco, o Sport tentou voltar a pressionar e assustou o Galo em alguns momentos, principalmente com chutes de fora da área. Na melhor chance, Juninho driblou Victor e finalizou, mas Gabriel salvou.

O Galo voltou a pressionar. Elias e Cazares, de fora da área, finalizaram com muito perigo. E aos 37’, o time chegou ao empate. Otero fez boa jogada pela direita, deixou o adversário para trás e cruzou para Fred, de peixinho empatar: 1 a 1. O camisa 9 comemorou muito após quebrar jejum de 12 jogos sem marcar. Foi o último grande momento da primeira etapa.

No segundo tempo, o equilíbrio continuou. A cada momento, um time assustava no ataque. Juninho, pelo Sport, teve duas chances. Otero, de fora da área, quase marcou. Adilson, da marca do pênalti, perdeu chance incrível.

O time da casa foi para cima, mas deu espaços para o contra-ataque do Atlético. O Galo, não conseguiu aproveitar. Perdeu chances no último passe. Fred, Valdívia, Cazares, Otero. Todos eles pecaram no momento de decidir.

Pelo lado esquerdo do ataque, o Galo criou e desperdiçou duas chances incríveis. Na primeira, Cazares deu belo drible no fundo e cruzou rasteiro. Fred furou. Na segunda, Elias achou passe perfeito para o equatoriano. Ele saiu na cara do gol, tocou por cima de Magrão, mas a bola foi na rede pelo lado de fora. Os dois times buscaram o gol até o fim, mas não conseguiram sair de campo com a vitória.

SPORT 1 X 1 ATLÉTICO

Sport
Magrão; Raul Prata, Henríquez, Ronaldo Alves e Mena; Anselmo Rithely (Lenis) e Patrick; Osvaldo (Rogério), Diego Souza e Juninho (Thomás)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Atlético
Victor, Marcos Rocha, Felipe Santana, Gabriel e Fábio Santos; Adilson (Roger Bernardo) e Elias; Valdívia (Clayton), Cazares (Yago), Otero e Fred
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Gols: Patrick, aos 9, Fred, aos 37 minutos do primeiro tempo
Cartões amarelos: Mena, Anselmo (SPO); Adilson, Fred (ATL)

Motivo: 28ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: estádio Ilha do Retiro, em Recife (PE)
Data e hora: domingo, 15 de outubro, às 17h

Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: