Uruguai só empata e agora fica na torcida para ter vaga antecipada

Não teve jeito. O Uruguai não conseguiu marcar um único gol na Venezuela, no estádio Pueblo Nuevo, em San Cristóbal. Com o empate por 0 a 0 diante do último colocado nas Eliminatórias Sul-Americanas para o Mundial da Rússia, a Celeste perdeu a oportunidade de comemorar a vaga antecipada à Copa do Mundo logo após o apito final do árbitro brasileiro Anderson Daronco. Agora, os uruguaios terão de secar seus rivais, pois, caso haja vencedor do duelo entre Argentina e Peru e o Chile não supere o Equador ainda nesta quinta, a seleção da dupla Suárez e Cavani dormirá já sem risco de ficar de fora da Copa com uma rodada de antecedência. Para a Venezuela, o resultado valeu apenas para mostrar que suas jovens promessas têm talento para, quem sabe, colocar a seleção em um novo patamar no futuro.

Apesar do jogo truncado e com a Venezuela, de certa forma, mais corajosa por jogar em casa e sem muita responsabilidade pelo resultado, o Uruguai teve grandes chances de abrir o placar desde o primeiro tempo. Em certo momento, parecia questão de tempo a bola estufar as redes do goleiro Fariñez, mas, o jogo acabou transcorrendo diferente.

Logo aos três minutos, Giménez exigiu linda defesa do arqueiro venezuelano em cabeçada após cobrança de escanteio. Cavani chegou a tentar uma finalização do meio de campo e outro chute cheio de estilo depois de assistência de Suárez, mas em ambas as situações errou o alvo.

A situação pouco se alterou na etapa final. Apesar da boa defesa de Muslera logo nos primeiros minutos, o Uruguai voltou a dominar as ações. Fariñez evitou gol de Suáres depois de tabela com Cavani e, pouco depois, viu a bola atravessar sua área com muito perigo, sem que ninguém encostasse na redonda.

O jogo foi se aproximando do fim e foi possível perceber a Celeste nervosa diante da dificuldade de fazer o gol que lhe garantiria na Copa do Mundo da Rússia de uma vez por todas. Quando Arrascaeta deixou Cavani na cara do gol, já aos 38, e o centroavante do PSG mandou para fora, ficou explicita a sensação de frustração.

E não teve jeito. Sob aplausos, a jovem seleção da Venezuela se despediu de seus torcedores com o empate por 0 a 0. Na última rodada, a lanterna das Eliminatórias Sul-Americanas com nove pontos, terá o Paraguai, em Assunção, como adversário.

Já os uruguaios agora ficam na torcida para que haja um vencedor entre Argentina e Peru e que o Chile não vença o Equador, em jogos que começam às 20h30 desta quinta (horário de Brasília).

Assim, a Celeste pode garantir sua vaga antecipada, pois já soma 28 pontos e ocupa provisoriamente a vice-liderança. Do contrário, bastará fazer sua parte diante da Bolívia, dia 10, no estádio Centenário, em Montevidéu.

FICHA TÉCNICA
VENEZUELA 0 X 0 URUGUAI

Local: Estádio Pueblo Nuevo, em San Cristóbal (Venezuela)
Data: 5 de outubro de 2017 (Quinta-feira)
Horário: 18h (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (Brasil)
Assistentes: Alessandro Rocha (Brasil) e Fabrício Vilarinho (Brasil)
Cartões amarelos: VENEZUELA: Villanueva, Rincón.

VENEZUELA: Fariñez, Victor García, Chancellor, Villanueva e Quijada; Murillo (Lucena), Rincón, Córdova (Soteldo) e Moreno; Rondón e Martínez (Otero).
Técnico: Rafael Dudamel

URUGUAI: Muslera, Maximiliano Pereria, Josema Giménez, Diego Godín e Martín Cáceres; Nahitan Nández (Álvaro González), Matías Vecino, Valverde (Arrascaeta) e Rodríguez (Bentancur); Edinson Cavani e Luis Suárez
Técnico: Óscar Tabárez

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: