Chape vence confronto direto contra a Ponte Preta e se afasta do Z4

A Chapecoense respira mais aliviada na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Neste domingo, a equipe catarinense recebeu a Ponte Preta, na Arena Condá, e conseguiu se afastar ainda mais da disputa na parte de baixo da tabela ao vencer pelo placar simples de 1 a 0.

Com o resultado, a Chape chegou aos 31 pontos e ficou mais tranquila na luta contra a degola, já que, no cenário mais pessimista, ainda assim terminará a 25ª rodada pelo menos três pontos acima do Z4. Já a Ponte Preta, que estacionou nos 28 pontos, vive situação oposta, podendo dormir dentro da zona de rebaixamento após o encerramento dos jogos de domingo.

As duas equipes voltam a entrar em campo na próxima rodada em dias distintos. No sábado, às 16h(de Brasília), a Chapecoense visita o Vasco, em São Januário. Já a Ponte Preta atuará apenas na segunda-feira, quando recebe o Flamengo, no Moisés Lucarelli.

O jogo – A partida teve início com a Chapecoense atuando melhor e criando as principais oportunidades de gol. A primeira chance veio aos quatro minutos. Reinaldo aproveitou sobra de bola na entrada da área e arriscou em direção à meta. A bola, porém, foi por cima.

Já aos nove, Reinaldo apareceu novamente no ataque. Desta vez, o lateral esquerdo deu um lindo corte em Nino Paraíba e invadiu a área. O atleta da Chape tentou o cruzamento fechado, mas a bola desviou e foi na rede pelo lado de fora, levando muito perigo.

Aos poucos, a Ponte Preta começou a ter suas chances. Aos 13, Lucca ficou com a bola na entrada da área após escanteio e arriscou em direção ao gol. A bola, porém, não pegou muita força e foi nas mãos de Jandrei. Já aos 21, a oportunidade da Macaca foi ainda mais clara. Danilo Barcelos mandou o cruzamento direto para o gol e surpreendeu o goleiro da Chape, que mais uma vez teve que intervir e ainda viu a bola tocar no travessão antes de sair.

ATIVAR ALERTAS

Nos minutos seguintes, o jogo ficou truncado, com muitas faltas e cartões distribuídos. Com isso, as chances de gol apareceram só na parte final do primeiro tempo. Aos 40, Reinaldo arrancou pela esquerda e arriscou de fora da área. A bola desviou no zagueiro Marllon e saiu triscando a trave.

Se não balançou as redes neste lance, a Chape não demorou muito para abrir o placar. Aos 42 minutos, Lucas Marques acertou uma bomba de muito longe, o goleiro João Carlos não conseguiu ir firme para fazer a defesa e a bola passou, acabando no fundo da rede para deixar os catarinenses em vantagem no intervalo.

O duelo voltou para o segundo tempo e logo no primeiro minuto a Ponte teve duas boas chances. Primeiramente, Léo Gamalho recebeu cruzamento da esquerda e chutou, sendo bloqueado pela zaga. Na volta, novamente o atacante teve oportunidade em cabeceio, e desta vez mandou para fora.

A partir daí, porém, foi a Chapecoense que passou a dominar. Aos oito, Arthur chutou da entrada da área e obrigou João Carlos a cair para fazer a defesa. Já aos 10 foi a vez de Wellington Paulista chutar à queima-roupa e exigir um milagre do goleiro pontepretano.

A Chape ainda teve mais uma ótima chance aos 27. Penilla escapou da marcação, invadiu a área e chutou para mais uma bela defesa de João Carlos. A Ponte, porém, respondeu na sequência. Aos 28, Lucca recebeu cobrança de escanteio no segundo pau e cabeceou na rede pelo lado de fora, levando muito perigo.

Nos minutos finais, o jogo ficou tenso, com as equipes criando poucas chances. No entanto, a Ponte Preta, que estava em desvantagem, tentava tomar o controle das ações ofensivas.

A pressão da Macaca, porém, não se concretizou. Com isso, a Chape apenas administrou a vantagem e conseguiu segurar a importante vitória por 1 a 0.

FICHA TÉCNICA
CHAPECOENSE 1X0 PONTE PRETA

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data: 24 de setembro de 2017, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Assistentes: Lúcio Beiersdorf Flor e Leirson Peng Martins (ambos do RS)
Público: 9.980 torcedores
Renda: R$ 204.979,00
Cartões Amarelos: Reinaldo, Lucas Mineiro, Moisés Ribeiro e Lucas Marques(Chapecoense); Fernando Bob, Marllon e Danilo Barcelos(Ponte Preta)
Cartões Vermelhos: Nenhum

GOLS: CHAPECOENSE – Lucas Marques, aos 42 minutos do primeiro tempo

CHAPECOENSE: Jandrei; Apodi, Douglas, Fabrício Bruno e Reinaldo; Moisés Ribeiro, Lucas Mineiro e Lucas Marques(Elicarlos); Arthur(Túlio de Melo), Wellington Paulista e Alan Ruschel(Penilla)
Técnico: Emerson Cris

PONTE PRETA: João Carlos; Nino Paraíba, Marllon, Luan Peres e Danilo Barcelos; Fernando Bob, Jadson(Léo Artur) e Wendel(Claudinho); Felipe Saraiva(Jeferson), Léo Gamalho e Lucca
Técnico: Eduardo Baptista

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: