Furacão bate o Fluminense e segue firme na luta pelo G6

Em um duelo direto entre dois times que ainda sonham em entrar no G6 do Campeonato Brasileiro, o Atlético Paranaense bateu o Fluminense por 3 a 1, de virada, na Arena da Baixada, e ganhou fôlego para alcançar seu objetivo. Com o resultado, o Furacão chegou aos 34 pontos, na oitava colocação. Já o Tricolor, com 31 pontos, caiu para a 11ª posição.

Depois de pressionar por todo o primeiro tempo, o Rubro-Negro tomou um banho de água fria, aos 46 minutos, quando nos acréscimos, Henrique Dourado aproveitou cruzamento para desviar para as redes e abrir o placar para o time carioca. Na segunda etapa, aos 11 minutos, cobrando falta, Gedoz deixou tudo igual. Aos 34 minutos, Ribamar decretou a virada. Jonathan fechou a contagem, aos 45 minutos.

Na próxima rodada, o Atlético Paranaense volta a campo no sábado, quando enfrenta o Santos, na Vila Belmiro. Já o Fluminense encara o Palmeiras, domingo, no Maracanã, no Rio de Janeiro.

O jogo – O Furacão começou a partida tentando empurrar o adversário, marcando pressão. Aos quatro minutos, Pablo pegou sobra de bola e serviu Ribamar, que chutou prensado e ganhou escanteio. Aos oito minutos, Wellington Silva roubou bola na intermediária atleticana, mas na hora de servir o companheiro errou o passe. Pablo recebeu na área, aos nove minutos, levantou a cabeça, mas também errou o passe para Gedoz.

O Rubro-Negro balançou a rede, aos 12 minutos, com Lucho, mas a arbitragem anulou o lance para marcar impedimento. Só dava Atlético e, aos 16 minutos, Nikão recebeu lançamento, ajeitou e bateu colocado, para fora, com muito perigo. Dois minutos depois, Ribamar invadiu a área e disparou o chute para defesa de Júlio César. A pressão era grande, mas como nas partidas anteriores, o Furacão tinha dificuldade para empurrar a bola para dentro.

A trave salvou o Tricolor, aos 21 minutos, quando Ribamar chutou prensado na linha de fundo e viu a bola subir e tocar o poste com o goleiro sem ação. Aos poucos o Fluminense prendia mais a bola nos pés, tentando manter a posse. De longe, aos 34 minutos, Nikão arrematou e o goleiro carioca agarrou firme. O ritmo da partida caiu, mas aos 42 minutos, o Atlético chegou novamente com perigo, com Gedoz testando na rede, pelo lado de fora. Porém, aos 46 minutos, cobrança de escanteio fechada para Henrique Dourado desviar e abrir o placar.

Depois do intervalo, o Rubro-Negro retornou com Matheus Rosseto no lugar de Lucho González. Polêmica logo aos dois minutos, com Nikão derrubado na párea. O árbitro marcou apenas falta. A panorâmica do jogo era outra, com o Atlético mais nervoso, com dificuldade até para criar. Aos seis minutos, Wellington Silva fez a jogada e o cruzamento saiu fechado, nas mãos de Weverton.

O empate veio, então, em lance de bola parada. Felipe Gedoz cobrou falta, aos 11 minutos, e estufou a rede para deixar tudo igual. Scarpa tentou responder, aos 13 minutos, com um chute no ângulo que Weverton foi buscar. Contra-ataque atleticano, aos 17 minutos, com Gedoz cruzando e Ribamar chegando atrasado. Os dos treinadores mexeram nos times, tentando ainda alguma coisa em busca do único resultado interessante, a vitória.

Quando a partida começava a ficar sonolenta na Arena, Ribamar, que não fez um bom primeiro tempo, mostrou oportunismo para aproveitar lançamento de Sidcley, aos 34 minutos, e tocar no cantinho para decretar a virada. Já no desesperado, Scarpa recebeu pela esquerda, aos 42 minutos, ajeitou para o pé bom e chutou direto pela linha de fundo. Aos 45 minutos, ainda deu tempo para Jonathan fechar o placar.

ATLÉTICO-PR 3 X 1 FLUMINENSE

Estádio: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 17 de setembro de 2017, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (Fifa-SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (Fifa-SP)
Cartões amarelos: Fabrício, Lucho, Thiago Heleno (Atlético-PR); Wendel, Marlon (Fluminense)

Gols
ATLÉTICO-PR: Felipe Gedoz, aos 11 minutos e Ribamar, aos 34 minutos, e Jonathan, aos 45 minutos do segundo tempo
FLUMINENSE: Henrique Dourado, aos 46 minutos do primeiro tempo

ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Wanderson, Thiago Heleno e Fabrício; Pavez e Lucho (Matheus Rosseto); Nikão, Pablo (Matheus Anjos) e Gedoz (Sidcley); Ribamar
Técnico: Fabiano Soares

FLUMINENSE: Julio Cesar, Marlon, Frazan, Nogueira e Matheus Norton; Marlon Freitas, Richard (Renato), Wendel e Gustavo Scarpa; Wellington Silva (Peu) e Henrique Dourado (Marcos Junior)
Técnico: Abel Braga

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: